Consultor Jurídico

Notícias

"Vontade de acertar"

Desembargador Juvenal Duarte se aposenta e deixa TJ de São Paulo

O desembargador Juvenal Duarte participou de sua última sessão no Tribunal de Justiça de São Paulo nesta quinta-feira (6/6). Membro da 5ª Câmara de Direito Criminal, ele se aposenta depois de mais de 30 anos como juiz. A desembargadora Cláudia Fanucchi, que tomou nesta quinta, ocupará sua vaga.

“Após 43 anos de Judiciário e 34 de magistratura, o sentimento é de dever cumprido”, disse Duarte, em sua sessão de despedida. O corregedor-geral do TJ, desembargador Pinheiro Franco, participou da sessão, em homenagem ao colega.

Para o desembargador Machado Cogan, a câmara se despede de “um magistrado operoso, dono de votos claros”. ”Tem essa vontade de acertar, que hoje muitos não têm, porque hoje transformaram a Justiça em computador, e aquele sentir do julgador, da análise do caso, pode fazer a diferença.”

O desembargador Geraldo Wohlers, membro da 5ª Câmara, também homenageou o colega: “É um magistrado que, como poucos, poderia ter encarnado o espírito desta câmara. Raras vezes me deparei com um magistrado de atuação tão pura”.

Machado Cogan também deu as boas-vindas à nova colega. Para ele, Cláudia Fanucchi “assume a vaga mantendo a mesma linha, tenho certeza”. “Prometo que vou honrar sua cadeira”, ela respondeu, se referindo a Juvenal Duarte.

Revista Consultor Jurídico, 6 de junho de 2019, 13h33

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 14/06/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.