Consultor Jurídico

Notícias

cena brasileira

Mulher acusa Neymar de estupro, e jogador diz que caiu em armadilha para extorsão

Uma mulher acusou na sexta-feira (31/5) o jogador Neymar de estupro. Em sua defesa, o atleta disse estar sendo vítima de extorsão.

A mulher contou à polícia de São Paulo que conheceu o atacante pelo Instagram e foi visitá-lo em Paris, com passagens e hospedagem pagas por ele. De acordo com ela, no mesmo dia que chegou, o jogador foi até o hotel dela meio embrigado. Depois de um tempo, disse, ficou agressivo e, com violência, praticou relação sexual contra a sua vontade.

Atacante do Paris Saint-Germain, Neymar publica vídeo nas redes sociais dizendo que caiu em armadilha de mulher que o acusou de estupro.
Reprodução/Instagram

Neymar usou a mesma rede social para publicar um vídeo neste sábado (1/6) no qual diz que caiu em uma armadilha e que é vítima de extorsão. "Quem me conhece sabe, sabe do meu caráter, da minha índole, que eu jamais faria algo desse tipo", diz. "O que aconteceu foi muito diferente do que dizem, estou muito chateado nesse momento".

Neymar também publicou uma série de mensagens que trocou com a mulher antes e durante a sua chegada na capital francesa. "Espero que a Justiça olhe as mensagens e veja o que realmente aconteceu", disse. Nas mensagens expostas por Neymar, há fotos enviadas pela mulher e conversas íntimas que continuaram depois da data do fato denunciado. 

O jogador diz ter sido pego de surpresa. "O que aconteceu em um dia foi uma relação entre homem e mulher, dentro de quatro paredes, algo que acontece com todo casal", afirmou. 

Investigação por divulgação
A Polícia Civil do Rio de Janeiro vai investigar Neymar por ter divulgado fotos íntimas da mulher que o denunciou por estupro. As fotografias, nas quais a jovem aparece nua, foram expostas pelo jogador em um vídeo postado por ele em seu Instagram. 

A polícia investigará o atleta pelo crime de divulgação de foto de nudez de terceiro, previsto no artigo 218-C do Código Penal. O dispositivo diz que é um delito "oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, vender ou expor à venda, distribuir, publicar ou divulgar, por qualquer meio - inclusive por meio de comunicação de massa ou sistema de informática ou telemática -, fotografia, vídeo ou outro registro audiovisual que contenha cena de estupro ou de estupro de vulnerável ou que faça apologia ou induza a sua prática, ou, sem o consentimento da vítima, cena de sexo, nudez ou pornografia". A pena prevista para o crime é de um a cinco anos de prisão.

Para o advogado e professor de Direito Digital do MBA de Marketing Digital da FGV Luiz Augusto Filizzola D’Urso, Neymar não cometeu o crime de divulgação de foto de nudez de terceiro. Isso porque todas as fotos da jovem com nudez foram desfocadas no vídeo publicado pelo jogador.

“Claramente não há dolo de Neymar na divulgação das fotos íntimas desta jovem, que foram todas desfocadas. O objetivo do jogador foi defender-se, publicando a íntegra da conversa que manteve com a mulher que o acusa. Sem o dolo e devido as fotos estarem desfocadas, afasta-se o eventual enquadramento no crime de divulgação de foto de nudez de terceiro”, afirma D’Urso, lembrando que o jogador não divulgou o nome da mulher.

*Texto alterado às 23h05 do dia 2/6/2019 para acréscimo de informações.

Revista Consultor Jurídico, 2 de junho de 2019, 15h01

Comentários de leitores

2 comentários

Ahahahaha!

Ian Manau (Outros)

Outra maria-chuteira?

Mulher acusa Neymar de estupro. - Milionario Cego.

Renato Adv. (Advogado Autônomo - Civil)

Mulher acusa Neymar de estupro - Milionário "CEGO". = = = Uma Mulher que Cruza o Oceano Atlântico em mais de 10 horas de voo, vai para um Hotel se Encontrar com Um Homem vem dizer que foi Violentada / Estuprada?
Entendo que a mulher não é Tão Inocente, e ele Neymar não é tão sacana como acusa a suposta vítima. O que parece ser, é que o Milionário Jogador é Cego e caiu num jogo de Interesses escusos. Os dois Não Parecem ser Inocentes nesse Caso.

Comentários encerrados em 10/06/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.