Consultor Jurídico

Notícias

Alívio cotidiano

TJ-RJ dispensa advogados de usar paletó e gravata no verão

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro dispensou os advogados de usar paletó e gravata no verão, inclusive em audiências e sessões de julgamento em segundo grau. Por causa do calor, que no Centro, onde fica o TJ, passa dos 40 graus, os advogados poderão usar roupa social, com camisa fechada. A medida vale até 20 de março.

Advogados poderão participar de audiências e de sessões de julgamento só de camisa, sem paletó e gravata

O pedido de dispensa de terno e gravata foi feito pela seccional do Rio da OAB. O pedido é assinado pelo advogado Alfredo Hilário, procurador da Ordem. “Com esse calor absurdo que vem fazendo no Rio de Janeiro, é humanamente impossível o advogado exercer a profissão de forma tranquila, já que precisa andar na rua de terno com esse sol escaldante", reclama.

"Além disso, nos fóruns a temperatura é muito baixa por causa do ar condicionado, então muitos colegas estão ficando doentes. Sem contar os que passam mal na rua com o calor. Esse é um ato de acesso à Justiça pelo advogado, não é nenhuma benesse, é o reconhecimento da necessidade do advogado poder trabalhar de forma plena sem prejudicar a sua saúde.”

A OAB-RJ fez o mesmo pedido para o Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região e para o Tribunal Regional Federal da 2ª Região. O TRT-1 negou o requerimento e o TRF-2 ainda não respondeu. Com informações da Assessoria de Imprensa da OAB-RJ.

Revista Consultor Jurídico, 29 de janeiro de 2019, 14h24

Comentários de leitores

1 comentário

kkkkkkkkkk

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

kkkkkkkkkkkkkk.

Como o TJRJ "viaja na maionese".

Por LEI (sim Estamos em um Estado Democrático de Direito), quem decide como o advogado deve se vestir é exclusivamente e somente a OAB (Presidente do TJRJ lei a com calma a Lei 8.906/94). O TJRJ não tem competência alguma para ditar "regras" sobre o assunto.

Gostaria de ver alguém do TJRJ me barrar por não estar trajado de terno. PIADA. kkkkkkk

Comentários encerrados em 06/02/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.