Consultor Jurídico

Notícias

Apuração de informações

CVM abre processo administrativo contra Vale por acidente de Brumadinho

A Comissão de Valores Mobiliários abriu processo administrativo contra a mineradora Vale. O objetivo é apurar informações divulgadas ao mercado na sexta-feira (25/1) , quando ocorreu o rompimento de uma barragem de rejeitos de mineração em Brumadinho, Minas Gerais.

Rompimento de barragem em Brumadinho provocou devastação na região.
Divulgação/Corpo de Bombeiros MG

No documento, divulgado às 15h39 de sexta, a Vale informou que uma barragem na Mina Feijão havia se rompido e atingido a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco. A empresa afirmou que ainda não havia confirmação de feridos no local e que acionou o Corpo de Bombeiros e ativou o seu Plano de Atendimento a Emergências para Barragens.

Às 16h02, a Vale publicou novo comunicado ao mercado, confirmando que havia empregados na área administrativa e admitindo a possibilidade de haver vítimas. “A companhia lamenta profundamente o acidente e está empenhando todos os esforços no socorro e apoio aos atingidos”, diz o documento.

O número de mortos em consequência do acidente em Brumadinho chegou a 60, segundo informações divulgadas nesta segunda-feira (28/1) pela Defesa Civil de Minas Gerais. De acordo com o porta-voz da Defesa Civil, tenente-coronel Flávio Godinho, 382 pessoas foram localizadas, 191 foram resgatadas e 292 permanecem desaparecidas. Dos 60 mortos, foram identificados até o momento 19. Há ainda 135 pessoas desabrigadas. Com informações da Agência Brasil.

Processo 19957.000607/2019-37

Revista Consultor Jurídico, 28 de janeiro de 2019, 17h30

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 05/02/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.