Consultor Jurídico

Notícias

Estado e sociedade

Perseguir colaborador da Justiça é crime, diz ministro Napoleão Nunes Maia

Comentários de leitores

5 comentários

mudança do título do texto

Ranger Viana (Advogado Autárquico)

Olá! Gostaria de saber do CONJUR , porque o título do texto foi alterado de ontem para hoje?
Ontem o título era: JUSTIÇA EXAGERA NAS PENAS DE IMPROBIDADE, DIZ MINISTRO NAPOLEÃO NUNES MAIA.
Hoje, o título do texto foi alterado para:
Perseguir colaborador da Justiça é crime, diz ministro Napoleão Nunes Maia.
Achei o título de hoje desconexo com o conteúdo do texto.

TSE

acsgomes (Outros)

E foi um dos juízes do TSE que, no julgamento da chapa Dilma-Temer, anularam as provas robustas da Odebrech e depois proferiram a absolvição por falta de provas.

Completando

Professor Edson (Professor)

O ex ministro do TSE no caso.

Super garantista

Professor Edson (Professor)

O ex ministro Napoleão Nunes Maia é da escola supra hiper mega giga garantista assim como Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, isso explica sua crítica não só jurídica mas constitucional, chegou inclusive defender um Brasil sem encarceramento.

Investigação

O IDEÓLOGO (Outros)

Diz o entrevistado:“Eu vejo na minha prática judicial que 99% das ações terminam com a pena de demissão. Eu diria, não vou exagerar, qualquer que seja a infração. Eu vejo raramente a sanção de advertência ou de suspensão. O poder público tem predileção pela sanção de demissão. Às vezes a infração é mínima, é insignificante, é relevável.”
O Ministro Napoleão esteve envolvido em uma delação.
"Na colaboração premiada da JBS, um delator levantou suspeita sobre o ministro. O executivo da JBS Francisco de Assis e Silva, conforme publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo, disse em sua delação que Napoleão teria intercedido em favor da JBS em ação contra Joesley Batista e contra a Eldorado Celulose, empresa da holding J&F. O caso foi mencionado no âmbito da Operação Greenfield. O ministro afirma que não conhece os envolvidos e que não interferiu em assuntos relacionados à Eldorado" (https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2017/06/09/interna_politica,601426/filho-de-ministro-napoleao-nunes-maia-tenta-invadir-plenario-do-julgam.shtml).
Quem será que o Ministro defende?

Comentar

Comentários encerrados em 22/01/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.