Consultor Jurídico

Notícias

Triênio 2019-2021

OAB mantém Carlos Harten presidente da comissão de direito securitário

Divulgação

O advogado Carlos Harten (foto) foi reconduzido à presidência da Comissão Nacional de Direito Securitário do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil. Ele está à frente do grupo desde 2016.

O foco da comissão será fomentar o contrato de seguro, aumentar a dispersão de riscos e diminuir a litigiosidade. Além disso, é prevista a participação ativa nos debates de reformas legislativas e julgamentos com efeitos multiplicadores, como Recursos Especiais Repetitivos, Incidentes de Resolução de Demandas Repetitivas (IRDRs) e Incidentes de Uniformização de Jurisprudências.

Harten é sócio-diretor da área do contencioso cível do Queiroz Cavalcanti Advocacia. Formou-se em Direito pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). Tem diploma em estudos avançados (DEA) pela Universidade de Salamanca.

Foi presidente da comissão estadual de Direito Securitário da OAB de Pernambuco e é membro do Instituto dos Advogados do Brasil, do Instituto Brasileiro de Direito do Seguro (IBDS) e da Associação Internacional de Direito do Seguro (AIDA).

Revista Consultor Jurídico, 25 de fevereiro de 2019, 19h27

Comentários de leitores

2 comentários

O IDEÓLOGO (Outros)

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

Quer aposentar com integralidade e paridade, sendo estável? Enquanto o CLT aposenta na média com 2 s.m?
Se demorou a ser aprovado no TJ, vai aposentar pelo teto do INSS, sim! E se quiser mais, vai ter que fazer previdência complementar.
P.S: o Sr. já melhorou. Se vier a ser submetido a avaliação periódica de desempenho, já será constatado que não posta mais no horário de expediente forense, ou seja, não enrola tanto no trabalho.

Só não vale

O IDEÓLOGO (Outros)

fazer servidor público e trabalhador da iniciativa privada aderir, coativamente, ao contrato de seguro patrocinado pelos patrões. Ganhamos uma ninharia, e o sinistro não está nas contas do segurado.

Comentários encerrados em 05/03/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.