Consultor Jurídico

Comentários de leitores

7 comentários

solidariedade deve ser voluntária. Apenas Esquerdopatas viol

analucia (Bacharel - Família)

solidariedade deve ser voluntária. Apenas Esquerdopatas violam a liberdade de escolha. Quem provocou o dano que seja responsabilizado, caso contrário teremos é a irresponsabilidade ampla, pois o DPVAT não cobra ressarcimento do responsável pelo acidente

Um por todos e todos por um

flavio (Outro)

A solidariedade deve ser o beneficio comum, se tem lei pra punir tem aquelas pra salvar. E ponto.

Princípio da Solidariedade

Dr. Marco Seixas (Advogado Autônomo - Civil)

Nesses tempos de sofismos e ressurreições ultraliberais, várias pessoas utilizam do fato de "pagaram impostos" para poderem escolher onde e acolá será utilizado essa "ajuda" que o cidadão dá ao Estado.

Ora, nada mais fora da realidade do que pensar que o simples fato do pagamento de impostos possa gerar uma bônus ao contribuinte para escolher em que o Estado irá investir. Isso quem decide é a Lei, por meio do parlamento, ou seja, indiretamente, é claro.

Nesse sentido, o seguro DPVAT nada mais é do que a expressão máxima do princípio da solidariedade, que no trânsito é algo imprescindível. Mesmo que você não seja vítima de acidentes (hoje), alguém será. Seria um egoísmo tremendo se cada cidadão pensasse somente em si mesmo, a sociedade estaria muito pior do que já está...

Coincidências

Bartolomeu Dias de Araujo (Administrador)

Extinguir o DPVAT e não considerar acidente de trajeto, ao Acidente de Trabalho, ou seja, não informar ao INSS, sobre a CAT, algumas vezes, com veículos, será que tudo há ver, ou Não ???

Respeitem Senhores o sufrágio das urnas.

VASCO VASCONCELOS -ANALISTA,ESCRITOR E JURISTA (Administrador)

Por Vasco Vasconcelos, escritor, jurista e abolicionista contemporâneo. Percebo "Data-Venia" que há alguns setores que não aceitam o resultado das urnas. Saibam que o Presidente Jair Bolsonaro foi eleito democraticamente com quase 52 milhões de votos. Dito isso Sua Excelência, ao contrário do dirigente de um certo sindicato que foi eleito numa eleição indireta em pleno regime democrático, tem sim legitimidade de colocar em prática suas promessas de campanhas, o fim do trabalho análogo a de escravos. É claro que a oposição tem todo direito de usar o "jus sperniandi" (espernear) sem necessidade de utilizar o judiciário nos assuntos da alçada do Congresso Nacional, haja vista a independência dos poderes. A propósito o princípio da separação ou divisão dos Poderes, trata-se de importância fundamental do ordenamento constitucional brasileiro. Está insculpido na Carta Política de 1988 o princípio fundamental da separação dos poderes inserido no artigo 60, § 4º, III: Art. 60, § 4º. ... III- a separação dos Poderes (...). Ocorre que o nosso Presidente Jair Bolsonaro não pode abrir a boca; não pode tomar nenhuma decisão que a mídia vale quanto pesa aproveita para infernizar o seu governo. Destarte quero sugerir ao Presidente da República a música de autoria do Rei Roberto Carlos e Erasmo Carlos: ILEGAL, IMORAL OU ENGORDA: " Vivo condenado a fazer o que não quero/ De tão bem comportado às vezes eu me desespero/ Se faço alguma coisa sempre alguém vem me dizer/ Que isso ou aquilo não se deve fazer/ Restam meus botões/ Já não sei mais o que é certo
E como vou saber/ O que eu devo fazer/ Que culpa tenho eu
Me diga amigo meu/ Será que tudo o que eu gosto
É ilegal, é imoral ou engorda (...).
Portanto aceite que dói menos.

decisão absurda do STF

analucia (Bacharel - Família)

Os que não cometem acidentes são obrigados a subsidiar as despesas dos que cometem acidentes e obrigatoriamente. O seguro tem que ser facultativo e não obrigatório

DPVAT é necessário

Emerson ribeiroo (Administrador)

Nunca precisei, mas conheço quem já usufruiu, é um gasto a mais, mas é necessário, principalmente ao mais pobre que é o lado fraco da corda!

Comentar

Comentários encerrados em 28/12/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.