Consultor Jurídico

Comentários de leitores

7 comentários

Considerações ineptas.

ielrednav (Outros)

De primeiro momento ,eu condeno o incendiário
que num momento de inveja , ateou o fogo numa pessoa indefesa , em segundo plano absolvo o marido ao tentar matar o agressor de sua amada esposa..em terceiro plano condeno suas considerações sobre direitos humanos que realmente só defende criminoso , eu tenho conhecimento de um caso em que uma mulher fora condenada acusada de matar o o filho sendo as alegações dela jurando inocência Não fui eu ,e os direitos humanos disse pra ela dizer que foi para defende-la.Noto perfeitamente sua convicção de ser evangélico portanto digo o seguinte caso em DEUTERONÔMIO 29 /29 lemos o seguinte ..As coisas escondidas pertencem ao Senhor ..E as reveladas a nós para serem divulgadas por nosso filhos e ,filhas. em outro ponto .Apresentaram a moeda com a esfinge de Cesar .Perguntaram a Jesus a quem pertencia a moeda .A resposta foi Dai a Cesar o que é de Cesar e a Deus o que é de Deus. Portanto caro senhor .Não mistureis as coisas espirituais com as materiais .Não existe Direitos Humanos e, sim desumanos .Essa pessoas que se dizem optar por uma reabilitação criminal querendo humanizar delinquentes nada mais é do que vilões do Judiciário .Trazendo confusão entre a população cansada de ser espezinhada desses conflitos , desejam transformar diabos em santos , Aqui nesse Pais é cheio de direitos e normas sumulas e decretos que não servem para nada os legisladores da lei desconhecem o fundamento não tem qualificação de nada material nem espiritual.Aqui na verdade estamos submissos pela falta de vergonha donde os interesses são capitalistas . "Manda quem pode e obedece quem tem juizo" Uma democracia camuflada uma Independência que fora mal elaborada estamos a merce da ONU .eles podem e, nos obedecemos simples .

Comentário

Afonso de Souza (Outros)

A impunidade também fere os direitos humanos, vale dizer.
O articulista mencionou a Bolívia... Teria dado um exemplo melhor (pior) se tivesse mencionado a Venezuela. Lá sim os direitos humanos foram para o ralo - e não faltou aviso.

Caso verídico

Servidor estadual (Delegado de Polícia Estadual)

Gosto quando se lembram do realismo. Caso verídico, que também viralizou, como se diz hoje em dia. O individuo, estuprador contumaz, conseguiu surpreender uma mãe no semáforo, no Banco de trás uma criança, ele já fugia da polícia, de um flagrante, e expulsou a mulher do carro a murros, com a mulher tomando ciência de que um estuprador fugira com sua filha. Preso, mobilizou-se uma multidão, com os representantes das instituições de sempre à Delegacia, a primeira providência evitar a qualquer custo que o caso chegasse a imprensa, que o homem tivesse sua imagem maculada, etc., etc., ninguém quis saber porque a polícia teve que levar a criança de apenas sete anos com urgência ao Hospital. Na Delegacia, mais do sempre, negue, minta, fale que não sabe, olha este é o seu advogado não fale com mais ninguém. Ninguém lhe disse, olha o que você fez com a criança para que saibamos com que tipo de trauma lidamos. O "ser humano" comum que lida com essas situações cotidianamente se revolta e quem foi vítima também.

Salve o dia 10 de dezembro dia internacional direitos human

VASCO VASCONCELOS -ANALISTA,ESCRITOR E JURISTA (Administrador)

Por Vasco Vasconcelos, escritor,jurista e abolicionista contemporâneo
Salve o dia 10 de dezembro - Dia Internacional dos Direitos Humanos, ótima data para abolir de vez o trabalho análogo a de escravos no Brasil, a escravidão moderna da OAB
ALÔ OIT. A escravidão no Brasil foi abolida há 131 anos mas até hoje as pessoas notadamente os bel. em direito (ADVOGADOS) devidamente qualificados pelo Estado MEC jogados ao banimento sem direito ao primado do trabalho são tratados como coisas para delas tirarem proveitos econômicos pelos mercenários da OAB. O Brasil se vangloria por ser Tetra Campeão do mundo. Mas até agora não conquistou nenhum Prêmio Nobel. A Argentina já conquistou 05(cinco) Prêmios Nobel. Ajude-nos abolir urgente o trabalho análogo o trabalho análogo à de escravos a escravidão moderna da OAB e oxalá ser o PRIMEIRO BRASILEIRO A SER GALARDOADO COM O PROXIMO PREMIO NOBEL, em face a minha luta juntamente com outros abolicionistas contemporâneos que estão lutando com pertinacia e denodo
pelo direito ao primado do trabalho pelo fim da excrescência o trabalho análogo à de escravos a escravidão moderna da OAB e inserir no mercado de trabalho cerca de quase 400mil CATIVOS ou escravos contemporâneo impedido do LIVRE EXERCÍCIO DA ADVOCACIA CUJO TÍTULO UNIVERSITÁRIO HABILITA.
https://www.jornalpreliminar.com.br/…/salve-o-dia-10-de-dez…
Por Vasconcelos escritor jurista e abolicionista contemporâneo .
Salve o dia 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos .
Chega de exploração dos CATIVOS da OAB. Basta
http://www.gentedeopiniao.com.br/opiniao/artigo/salve-o-dia-10-de-dezembro-dia-internacional-dos-direitos-humanos-otima-data-para-abolir-de-vez-o-trabalho-analogo-a-de-escravos-no-brasil-a-escravidao-moderna-da-oab
.

A insana

O IDEÓLOGO (Cartorário)

Produto de interesses insanos e contraditórios, a Constituição de 1988 elegeu os direitos como prioridade legal, esquecendo-se dos deveres.
Aproveitando-se dessa deturpação, os rebeldes primitivos, que não são bobos, não hesitaram em fustigar a sociedade, desequilibrando a equação entre agressor e vítima, com o auxílio de pensadores apoiados em juristas alienígenas, que elaboraram os seus "burilados conceitos" em realidades sociais, jurídicas, econômicas, éticas e políticas, totalmente distintas.
Disso resultou a vitória, parcial, dos mentecaptos, insolentes, imundos, agressivos e perturbadores, rebeldes primitivos.
O precário equilíbrio social fez que com a Democracia, já de baixa qualidade, se tornasse propícia à justificação dos ilícitos criminais.
Contra esse "estado de coisas", foi eleito um Militar, a representação máxima do desconforto de boa parte da população contra parte da "intelligentsia" (do russo, интеллигенция) que advoga a tolerância com os despossuídos criminosos, estendendo-a aos perniciosos bandidos argentários.

Suma nada edificante

Rivadávia Rosa (Advogado Autônomo)

A defesa dos direitos humanos se impõe singelamente como defesa da própria humanidade, entendida aí humanidade como Ser Humano.

Assim, Madame Roland, vendo os sonhos da gironda transformados em sangue, exclamou, antes de morrer guilhotinada, nos estertores da fraternidade, fraternidade e liberdade, pero tardiamente, como mostra também o monólogo de MARTIN NIEMÖLLER, pastor protestante, vítima do Holocausto e símbolo da resistência aos nazistas: "Liberdade, liberdade, quantos crimes se cometem em teu nome".
Numa paráfrase nada edificante – pode se dizer ‘direitos humanos’ quantos crimes se cometem em teu nome.
SUMA: “Milhões de vítimas pagam o preço das ilusões da esquerda sobre o crime – e sobre ela mesma.” THOMAS SOWELL, economista crítico social, comentarista político e escritor norte americano.

Direitos humanos

Professor Edson (Professor)

Como fica claro no texto e é a intenção nítida do articulista, "direitos humanos" propositalmente se confunde com "direitos dos criminosos", Um taca fogo na vizinha por levar um não, o outro ataca o vizinho por vingança, e a pergunta é, "quem você defende", enquanto isso a vítima queimada não recebe nem um boa noite dos "direitos humanos", somente em casos onde o estado é o criminoso os "direitos humanos" vira direitos humanos.

Comentar

Comentários encerrados em 17/12/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.