Consultor Jurídico

Colunas

Diário de Classe

O "fim" do Direito: novas tecnologias, algoritmos e o fator Olaf

Comentários de leitores

4 comentários

Importantes reflexões

Danilo Rodrigues Santana (Outros)

Excelente artigo. Trouxe várias reflexões profundas.

Do texto questiona-se: quais os limites éticos da utilização da tecnologia no Direito? Ou será que o uso da tecnologia realmente trará mais vantagens para o ser humano ou promoverá uma erosão do todo sistema lógico de garantias erigido pelo homem à luz da razão, da percepção e da criatividade?

Mutatis mutandis, penso que a reflexão é igual nas relações de trabalho. Permitir a terceirização ampla e irrestrita, tal como a escravidão, é uma decisão política. É óbvio que trará consequências negativas, mas vamos aceitar mesmo assim porque haverá alguns efeitos positivos acriticamente refletidos, tal como no caso do uso da tecnologia no Direito?

Racionalidade

4nus (Outros)

Até acharia interessante este debate de prós e contras da inteligência artificial no direito. Como se sabe, nada resiste a tecnologia. Apenas há um período de adaptação. Não há como negar que o nosso sistema é muito - mas MUITO - ruim. Então é um sistema ideal para ser substituído pela tecnologia. Muitos criticam os positivistas com a história do cachorro do cego (Que Não seria permitido entrar na loja). Mas convenhamos, um sistema que algumas vezes erra, mas trata todos de maneira igual é muito melhor - e não tenho dúvida em afirmar isto - do que o sistema que temos hoje no Brasil.

Sapateiros do futuro.

Gabriel R. Gonçalves (Advogado Autônomo - Civil)

Artigo de excelente qualidade. O articulista está certo, creio que não se pode nem mais falar em tendências, isso já é uma realidade em países mais adiantados tecnologicamente. A informação já virou commodity.
Essa reflexão demonstra claramente que acontecerá com muitos o mesmo que aconteceu com os sapateiros.

Lucidez

Jarbas Andrade Machioni (Advogado Sócio de Escritório)

Excelente texto.

Comentar

Comentários encerrados em 8/09/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.