Consultor Jurídico

Notícias

Ônus da digitalização

OAB protocola petição no CNJ contra portaria do TRF-1

Por 

O Conselho Federal da OAB apresentou proposição de instauração de procedimento de controle administrativo para impugnar alguns artigos da Portaria nº 8016281, de 2019, de autoria do presidente do TRF-1, desembargador Carlos Moreira Alves.

Fachada da sede da OAB em Brasília
OAB - Conselho Federal

O documento estipula a abertura de um “novo processo incidente” no sistema PJE quando da evolução para a fase de cumprimento de sentença do processo que tramita em autos físicos ou em sistemas eletrônicos.

Entre outras medidas, a portaria questionada pela OAB determina que: “No caso de processo que tramita em meio físico, quando houver necessidade de remessa para outro juízo ou o desmembramento da ação principal implicar distribuição do feito no PJe, é facultada às partes a digitalização das peças processuais necessárias à formação dos autos eletrônicos a serem remetidos ou desmembrados".

O pedido alega que a portaria representa afronta à sistemática do cumprimento de sentença prevista no CPC ao imputar às partes, por seus procuradores, o ônus de digitalizar autos de processos.

O documento encaminhado ao CNJ argumenta que “os regimentos internos dos tribunais não podem dispor sobre o modo de funcionamento de órgãos estranhos às suas estruturas. Caso os limites constitucionais sejam ultrapassados, o regimento não será “interno”, mas “externo” e, como tal, ilegítimo.”

Para ler o documento enviado ao CNJ na integra clique aqui.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 23 de agosto de 2019, 18h43

Comentários de leitores

1 comentário

Qual o problema?

Levy Moicano (Jornalista)

Mas qual o problema do advogado em colaborar com a Justiça?
Se os advogados não querem colaborar, poderia retornar então ao processo físico, que era infinitamente mais lerdo.
Acho que todos têm de colaborar para a agilidade, não havendo que se falar em "isso eu não faço, não é minha obrigação".

Comentários encerrados em 31/08/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.