Consultor Jurídico

Notícias

Colaboração com a Justiça

"Lava jato" no Rio já tem 37 acordos de delação premiada homologados

Desde novembro de 2015, o Ministério Público Federal firmou, na operação “lava jato” no Rio de Janeiro, 37 acordos de colaboração premiada já homologados pelo Judiciário. O valor das multas e ressarcimentos desses compromissos alcança R$ 945 milhões.

No total, foram oferecidas 56 denúncias contra 339 pessoas por 21 tipos de crime: fraude em licitações, corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro, organização criminosa, quadrilha, falsidade ideológica, evasão de divisas, crime contra a ordem econômica (cartel), embaraço à investigação de organização criminosa (obstrução de justiça), crime contra o sistema financeiro, tráfico de influência, operação de instituição financeira não autorizada, prevaricação, peculato, constrangimento ilegal com emprego de arma de fogo, contrabando, falsidade documental, sonegação fiscal, gestão temerária, desvio de recursos. Quarenta e uma pessoas foram condenadas em 10 sentenças a penas que somam 723 anos e nove meses de reclusão.

O MPF promoveu 39 operações em conjunto com a Polícia Federal, com a prisão preventiva de 217 investigados e a temporária de 48. Além disso, os procuradores moveram seis ações de improbidade administrativa e firmaram três acordos de leniência, por meio dos quais foram ressarcidos R$ 145 milhões, incluindo multas compensatórias. Com informações da Assessoria de Imprensa do MPF.

Revista Consultor Jurídico, 21 de agosto de 2019, 19h52

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 29/08/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.