Consultor Jurídico

Notícias

zero estrelas

Uber é condenada a pagar danos morais para cliente que perdeu carteira

Por 

A Uber foi condenada a ressarcir e indenizar clientes que não conseguiram retirar objetos pessoais durante uma corrida do aplicativo por descaso do motorista. A sentença é do juiz Alexandre Morais da Rosa, do Juizado Especial de Florianópolis, que estabeleceu danos morais de R$ 3 mil. 

Juiz ressalta que é deve do Uber zelar pela segurança dos passageiros e pertences. Reprodução 

No caso, os clientes chamaram o carro pelo Uber e quando o veículo chegou,  foram colocar pertences no banco de trás.

Após uma discussão entre os clientes, o motorista resolveu encerrar a corrida antes do embarque e não deixou que pegassem os pertences. 

Para o juiz Morais da Rosa, a empresa tem o aparato técnico necessário para zelar pela segurança dos passageiros e dos objetos. 

"Cabe a parte ré assumir os riscos do negócio quando deixou de realizar qualquer controle e fiscalização dos seus motoristas parceiros, obstando prejuízos ao consumidor que é a parte vulnerável na relação", afirma na decisão. 

Sobre os danos morais, o magistrado afirma que a situação ultrapassa o mero dissabor. "Basta uma releitura dos fatos elencados pelos autores na inicial para se inferir que eles foram submetidos a situação constrangedora e indevida, dado que bastaria ter o representante da ré entrado em contato com o solicitante da corrida para devolução dos bens. A conduta do representante da ré certamente é mais que suficiente para lhe acarretar o sentimento de frustração e indignação, que perpassam o simples incômodo corriqueiro", diz.

Clique aqui para ler a decisão

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 19 de agosto de 2019, 17h05

Comentários de leitores

1 comentário

TÁXI ou UBER

O IDEÓLOGO (Outros)

O problema do UBER é que muitos com longas fichas criminais, malucos, "rebeldes primitivos", equivocados, ignorantes, ociosos, preguiçosos e outros estão atrapalhando o serviço prestado.
O bom e velho taxista conhecido de todos é, ainda, mais seguro.

Comentários encerrados em 27/08/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.