Consultor Jurídico

Sem remuneração

MP-SP suspende por 15 dias promotor que pediu laqueadura de mulher pobre

Retornar ao texto

Comentários de leitores

6 comentários

Falácia

Flávio Ramos (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

É evidente que o Promotor não foi punido pela decisão de pedir a laqueadura. É a notícia que faz parecer que as duas coisas estejam vinculadas.

O certo é deixar fazer mais filhos

WDS (Advogado Autárquico)

O certo é deixar esses usuários de crack fazendo mais filhos por aí, largando-os na Praça da Sé como vejo todo dia pra virar bandidos e drogados. Usuários de crack não cuidam nem deles, quem dirá de uma criança. O promotor não estava errado, mas "pega mal" falar isso, por isso foi punido. Quantas e quantas crianças nascerão já com a vida ferrada por conta dessa irresponsabilidade?

Até quê ponto?

João pirão (Outro)

Será que a ideia é tão descabida assim?
É cediço que os médicos não promovem laqueadura ou métodos anticoncepcionais cirúrgicos a mulheres em idade reprodutiva (se não pagar), ainda que isto seja do interesse pessoal da própria paciente. Mas até que ponto isto não atenta contra a própria saúde pública?
Conheço uma mulher que, depois de ter sua filha, teve um aborto espontâneo e duas gravidez ectópicas, para quando decidiram fazer a cirurgia. Assim, deve haver inúmeras situações que levariam ao procedimento cirúrgico, ainda em idade reprodutiva. Claro está que existem outros métodos com o mesmo intuito que poderiam surtir efeitos iguais e que seriam reversíveis, como o diu, mas que ainda dependem de políticas públicas que o favoreçam dentro do SUS. Alguns dirão que quem não tem para pagar que se abstenham de fazer qualquer coisa que engravide, que basta ter atitudes responsáveis. No entanto, como fazer desse mesmo entendimento uma mulher que dependente das drogas se embrenha por vielas perigosas à sorte de todo tipo de violência? Que passa grande parte do seu tempo em estado inconsciente pelo uso de entorpecentes? Que às vezes paga seu vício com seu próprio corpo?
Se a essa mesma mulher, no interstício de lucidez, negam a possibilidade de resolver esse problema nos hospitais, será que o judiciário também deveria negar?
O meio nos obriga a questionarmos sempre nossos próprios valores.

parabéns ao promotor

Patricia Ribeiro Imóveis (Corretor de Imóveis)

a multiplicação da miséria sem uma fonte de custeio correspondente vai levar este país à total derrocada...

É preciso meio sério de se fazer o "planejamento familiar", levando em conta que, em alguns casos, como os citados (pessoa viciada em drogas e sem instrução), o Estado deve decidir por aqueles que perderam a capacidade de fazê-lo.

Caso nada seja feito, veremos nosso país colapsar mui brevemente...

Vao fazer uma viagem

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

Promotor x, com estes """"longos"""" 15 dias de suspensão. Aproveita e via fazer uma bela viagem para descansar do dia a dia "difícil" de todo promotor.

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk suspensão de 15 dias? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk sem comentários. Fazia tempo que eu não ria tão alto.

Comentar

Comentários encerrados em 22/08/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.