Consultor Jurídico

Comentários de leitores

10 comentários

Comentários apaixonados e vazios e razão...

JCCM (Delegado de Polícia Estadual)

Uma procuradora alega que o MP é parte e pronto, esquecendo que antes de tudo são promotores de justiça e não de acusação, devendo se pautar pela lei e não pelo watsap, em conversas nada republicana, às escondidas.

Outro comentarista lembra que Lula preconizou que o STF estava acovardado, e de fato assim se mostrou, rasgando a constituição diante do clamor público. Agindo de modo proativo, atribuindo-se uma competência (o de criar, inovar a lei) que a Lei Maior que devem resguardar não lhes deu.

Um outro reclama do uso das provas ilícitas! Num passado bem próximo, aposto, que ladeava o super-herói da magistratura e o menino prodígio do MP no discurso do uso das provas ilícitas para a acusação. Sorte deles que não foi aprovado o projeto esdrúxulo e sem um mínimo de cabimento, pois, agora seriam punidos com as provas ilícitas, rackeadas. Vão se safar da safadeza perpetrada nos processos sob suas tutelas, porque a prova "ilícita" apenas servirá para a defesa daqueles que foram perseguidos sem que lhes fossem conferido o direito SAGRADO da ampla defesa.

Eu, por uma questão de honestidade e desejo de uma verdadeira justiça, ladeio aquele que disse que os comentários aqui demonstram que a grande maioria não conhece o direito posto ou verdadeiramente não o respeitam, agindo pelo desejo de justiceiros. Não me filio a maioria insana, preferindo a minoria consciente.

MP é parte!

Neli (Procurador do Município)

O Ministério Público, na acusação, é Parte. E toda parte é parcial. Como não há nenhum fundamento para acusar o então Juiz de parcial, agora apela para a parcialidade do Ministério Público. Oras, o Ministério Público deve ser imparcial apenas quando atua como "custos legis", isto é, fiscal da lei. Fora daí é tão parcial quanto o advogado. O Juiz, pelo que se vislumbra na leitura dos Diálogos, foi imparcial, então, agora apela contra a parcialidade do MPF. Dalanhol deve sair por dois pontos nos Diálogos: Falar do Ministro Gilmar e sobre as suas palestras. Penso, que à vista dos Diálogos, todos da Lava Jato deveriam ter a grandeza de pedirem para sair. Existem outros representantes do Ministério Público Federal tão competentes e podem tocar a Lava Jato sem essas reclamações, ainda que estapafúrdias, dos advogados das partes.Por fim, numa relação processual: representantes das partes, portanto, parciais , advogados(assistentes) e Ministério Público (assistentes).

O passado presente

AC-RJ (Advogado Autônomo)

Só para lembrar qual é o pensamento do ex-presidente Lula sobre o STF, divulgado por este mesmo site:

https://www.conjur.com.br/2016-mar-17/celso-mello-rebate-afirmacao-stf-estaria-acovardado

Rabo preso ????

DrCar (Advogado Autônomo - Civil)

A prioridade dada pelo STF aos pedidos do "chefe da quadrilha", nunca foi dada a qualquer outro mesmo que seja um "cidadão" digno de respeito, até parece que estão com "rabo preso" a esse molusco, se existe uma instituição amedrontada é o STF. O larápio consegue furar filas que até Deus duvida. Já conseguiu convencer a Corte que as mensagens "vazadas/criadas" são verdadeiras a ponto de por a Corte contra a Lava Jato. É o rato comendo o gato, o sapo comendo a cobra... Pobre BRASIL, o que será de tí ?????

Torcedores

JN Cidadão (Prestador de Serviço)

Pelos comentários, aqui há mais torcedores que entendidos em Direito.

O pedido carece de seriedade

Paulo H. (Advogado Autônomo)

https://www.conjur.com.br/2019-ago-13/cesar-dario-ilicitude-probatoria-mensagens-hackeadas

Para além do escancarado ilícito da prova, vale registrar que nunca antes na história deste país, e deste Supremo, um réu teve tantos pedidos de liberdade analisados pelo STF!

Se o STF dispensasse a todo e qualquer condenado o mesmo tratamento dispensado ao ex-presidente certamente a Corte já teria se inviabilizado.

Alair José de Souza

Thiago Bandeira (Funcionário público)

Isso é totalmente justificado pelo principio metajurídico denominado "privilegium advocatus bermudas usantis"

Minha Dúvida

LunaLuchetta (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Ainda que pareça tola a pergunta: as "mensagens" não são apócrifas? Todos não negaram sua veracidade?
Então, como sustentar o pedido em algo que tem sua veracidade negada?
Pergunto porque quero apreender !!!

Sério mesmo?

Pyther (Advogado Autônomo - Administrativa)

Ah sim... pq os suspeitos são os procuradores, não quem interceptou ou forjou as mensagens.
Prova ilícita, interceptação criminosa, invasão de privacidade. Isso sem falar que os "hackers" só tinham conversas da lava-jato.
Garantias só dele, afinal o STF vai lhe dar toda prioridade sobre milhares de ações.
Que coisa não... essa gente acredita em cada coisa...

Alugando o Supremo Tribunal Federal

Alair José de Souza (Contabilista)

Engraçado, o Supremo está abarrotado de processos, mas parece que virou um prestador de serviços do ex-presidente. Todas as suas solicitações são prioridades.

Comentar

Comentários encerrados em 21/08/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.