Consultor Jurídico

Notícias

Explicações Dadas

Santa Cruz diz que fez crítica "jurídica e institucional" a Sergio Moro

Por 

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz, afirmou nesta quinta-feira (8/8) que não teve a intenção de ofender a honra do ministro Sergio Moro quando disse que ele agia como "chefe de quadrilha" na investigação sobre a invasão de celulares de autoridades.

Felipe Santa Cruz afirma que não teve intenção de ofender honra de Moro. 
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Segundo Felipe, ao contrário, "a crítica feita foi jurídica e institucional, por meio de uma analogia e não imputando qualquer crime ao ministro". 

"De todo modo, como disse na entrevista, mantenho, no mérito, minha crítica de que o ministro da Justiça não pode determinar destruição de provas e que deveria, para o bom andamento das investigações, se afastar do cargo, como recomendou o Conselho Federal da OAB", afirma. 

Santa Cruz afirma ainda que entende ser necessário o retorno à normalidade do debate democrático e sugiro ao governo, "de forma geral, evitar o clima belicoso, restabelecendo a harmonia institucional no país".

Investigação
Nesta quinta-feira, Moro pediu que a Procuradoria-Geral da República instaure inquérito para investigar Santa Cruz por crime contra a honra. Numa entrevista, Santa Cruz disse que o ministro "banca o chefe da quadrilha ao dizer que sabe das conversas de autoridades que não investigadas". Para Moro, a declaração teve o intuito de caluniá-lo.

A fala de Santa Cruz está relacionada à informação de que Moro destruiria as provas encontradas nos celulares dos hackers presos em julho. No requerimento enviado à PGR, Moro diz que "atribuir falsamente ao ministro da Justiça e Segurança Pública a condição de chefe de quadrilha configura em tese o crime de calúnia

 é correspondente da revista Consultor Jurídico em Brasília.

Revista Consultor Jurídico, 8 de agosto de 2019, 21h41

Comentários de leitores

11 comentários

Comentários muito bons nesta matéria.

Paulo H. (Advogado Assalariado - Administrativa)

Triste ver a que foi reduzida a Ordem na atual presidência. Os comentários aqui neste artigo bem revelam a indignação da classe com o atual estado de coisas.

Na verdade ...

Luís Eduardo (Advogado Autônomo)

Afinou e amarelou ou amarelou e afinou?
Kkkkkkkkk

Ofensa

Gilmar Masini (Médico)

Como todo esquerdista, ele nunca pensa em ofender ou matar ninguém, se o fez foi por acaso. Querem o Brasil para poucos e não para 200 milhões. Eu faria como a Ucrânia, ex-país comunista, expurgava todos os partidos de esquerda e os comparava ao nazismo.
Na Rússia o comunismo já voltou e o mudo está muito preocupado.
https://brasil.elpais.com/tag/comunismo

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 16/08/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.