Consultor Jurídico

Comentários de leitores

24 comentários

Rebeldes primitivos

O IDEÓLOGO (Cartorário)

O Direito Penal é, extremamente, influenciado pela CF/88.
Existe atrito entre o direito infraconstitucional positivo e a CF/88.
A natureza repressiva do Direito Penal foi restringida pela Constituição, permitindo a atuação solerte dos rebeldes primitivos.
Com a Constituição de 1988 foram enaltecidos os direitos em detrimento das obrigações.
Os "rebeldes primitivos", expressão emprestada do historiador marxista Erick Hobsbawm e adaptada ao contexto brasileiro, sufragados por intelectuais que abraçaram o pensamento do italiano "Luigi Ferrajoli, expresso na obra "Direito e Razão", passaram a atuar em "terrae brasilis" em agressão à ordem estabelecida, ofendendo os membros da comunidade.
Aqueles despossuídos de prata, ouro, títulos e educação especial, agredidos pelos rebeldes, passaram a preconizar a aplicação draconiana das normas penais, com sustentação no pensamento do germânico Gunther Jabobs, resumido no livro "Direito Penal do Inimigo". Acrescente-se, ainda, a aplicação das Teorias Econômicas Neoliberais no Brasil, sem qualquer meditação crítica, formando uma massa instável e violenta de perdedores, fato previsto pelo economista norte-americano, Edward Luttwak no livro denominado "Turbocapitalismo".
Diante desse "inferno social" o Estado punitivo se enfraqueceu. A situação atingiu nível tão elevado de instabilidade, que obrigou o STF em sua missão de interpretação da Constituição e de pacificação social, lançar às masmorras, de forma mais expedita, os criminosos.
Em decorrência do atrito entre o pensamento do intelectual, preocupado com questões abstratas, e a dura realidade enfrentada pelo povo, principal vítima dos rebeldes, a Democracia soçobra.

Quando o exército se assanhou

André Pinheiro (Engenheiro)

Quando o exército, expoente maior da burrocracia governadébilmental, se assanhou estava claro que o Leviatã seria una das partes de uma Quimera transnacional com objetivo de subnacionalização do Brasil. O bobosonsotário é o coringa do batman, se um dia o Lula em campanha foi jurar às odes e hordas do FMI, o bozossauro simplesmente bateu continência e se prostou de quatro em uma novilingua em ascendência mundial, a patologia do quá quá. A língua caricata do bufão topetudo do Norte, que atingiu todas as clonws, Hungria, Inglaterra, Brasil e EUA. Em um jogo direcionado de psicologia de guerra, com uso de redes antissociais do Zuckberg que fez figuras emblemáticas como Barrão, Carmibruxa, em #fuckséotraste se curvarem diante do poder avassalador do Panoptico. Esses arquivos panopticos, são aqueles que justificam as vistas do Moro, the Moron aos EUA resolver problemas particulares, muito particulares.
A técnica moderna de acusação não passa de uma repaginada de chantagens mesquinhas, da qual, sem qualquer moral, não escapa familiares e amigos dos investigados. Não escapa sequer mononstros do SaTanF e do STjosta. Quem dirá Falcão, Marcelo Navarro que mudou de nome para Ribeiro Dantas ou Toffoli e Gilmala Mentes que colocaram a boca de sapo entre as pernas.
Não há dúvidas para quem entende de política que a Realpolitik, os fatores reais de poder, embelezaram, envaideceram e empoderaram uma Burocracia de Coalizão deturpada , uma milícia estatal, um titã colossal. Talvez porque a única forma de derrubar o Lula era libertar o Kraken. A caixa de Pandora aberta e eis que aparece um Greenwald, afinal a esperança é verde. E como diria Veríssimo " Deus existe e tem un senso de humor, muito,muito duvidoso" .

Não comente pelo título porque assim não vale !

Paulo Moreira (Advogado Autônomo - Civil)

Quem fez

O pau que cabe em chico não bate em francisco?

Corradi (Advogado Autônomo - Civil)

Lindo o arrazoado para quem gosta de marginais. Uma ação policial, de flagrante delito, fica maculada porque ao coitadinho do meliante não foi pedido licença para ser revistado? Chega de alisar bandidos ou consumidores coitadinhos que alimentam uma rede bilionária do tráfico de drogas. Chega de ficar modulando efeitos da lei só para beneficiar bandidos. Chega de ficar aceitando estrangeiros que se instalam no país com fins notoriamente de auxiliar os que pretendem desestabilizar o governo e causar danos à nação. Todos acham lindo a policia norte americana mandar bala em quem não respeita ordem de parada. Lá é lindo. Aqui não. A policia tem que pedir licença ao senhor cidadão bandido. Sacar arma, jamais. É violência contra os menos favorecidos. Quem precisa de proteção é a sociedade, bandido, não. Quanto a questão do pai do presidente da OAB, realmente é lamentável o fato do desaparecimento dele nos idos de 60, ou pouco mais, período que também vivi como adolescente e adulto. Sobrevivi incólume, trabalhando e estudando, porque a luta, armada ou não, contra aquele sistema de governo, não era o meu foco. Houveram os que enfrentaram e conheciam os riscos. Muitos sobreviveram espertamente escondidos em alguns países como refugiados políticos e muitos outros ficaram, na defesa de seus ideais e acabaram por sucumbir em algum momento da história. Mas isso todo mundo sabe, inclusive os que nasceram nos anos 90 e 2000, pois aprenderam na escola com algum professor que lhes quis contar da forma como ele melhor entende aquele período, não a real. Mas tudo isso apenas para questionar: o que o Bolsonaro teve com aquilo, se nem do exército ele era? Alias, o que a politica de governo tem com aquilo, hoje? Apenas intenção de desestabilização? Já deu. Vamos ser sérios

Bom texto

José Leandro Camapum Pinto (Outros)

Idéias de grande utilidade para o nosso Direito.

kipeninha !!!

Advogado José Walterler (Advogado Autônomo - Administrativa)

Um belo trocadilhjo de palavras bem colocadas, que oferta a impítida impressão de que, de fato, o seu autor fará o GOL tão esperado. Mera impressão!!! ao final vê-se que nada mais é do que um esquerdista defensor de vagabundo, como tantos outros que se audefinem vermelhos. É por pensar e agir dessa forma que milahres de adolescentes hoje não passam de zumbis devido a defesa intransigente de quem pensa dessa forma. Quanto a "dor" santacruzense, vai dizer isso aos descendentes daqueles que foram cruelmente assassinados por esse terrorista covarde.

Questões técnicas merecem destaque

Holonomia (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Não se fala da suspeita sobre os presos, para justificar a busca, o que é importante questão de fato e interpretação.
De todo modo, houve flagrante delito a tornar, em tese, legal a prisão.
Há omissão sobre a quantidade de drogas apreendida, que poderia dar maior gravidade à conduta.
Realmente, não foi fundamentada a decretação a preventiva, explicando a razão de a ordem pública estar em risco.
Sobre o outro ponto, lamentável o desaparecimento/morte de quatrocentas e tantas pessoas, incluída aquela citada nominalmente no artigo, mas é tanto, ou mais, lamentável a morte de cem milhões de pessoas que foi causada pelo mesmo grupo integrado por aquelas quatrocentas e tantas pessoas, que agiam do outro lado do planeta.
Solidariedade cambeta não é solidariedade, podendo, pelo contrário, ser indiferença pela morte de cem milhões de almas, causada por uma ideologia tosca e já comprovadamente falida.
www.holonomia.com

Juntos

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Inúmeras gotas d'água juntadas faze um oceano. Assim, meu apoio ao Juiz de Barreiras.

Nota da Redação - comentário ofensivo Comentário editado

Fernando Luiz Dias Morais Fernandes (Advogado Assalariado)

Comentário ofensivo removido por violar a política do site.

Nota da Redação - comentário ofensivo Comentário editado

Fernando Luiz Dias Morais Fernandes (Advogado Assalariado)

Comentário ofensivo removido por violar a política do site.

Rui Joaquim Sobral Barbosa Nabuco Pinto (Advogado Autônomo)

Observador.. (Economista)

Seu deboche - infantil, por sinal - não me diz nada.
Não aprecio o senhor Olavo de Carvalho.
É um engano seu.

E tenho diversos amigos, moderados , que podem ver defeitos no governo (o que é natural), mas não conseguem se tornar esse tipo de pessoa patética que acha que engana a todos, o tempo todo e vão sempre deter o controle das narrativas.

Se o senhor não consegue enxergar o que ocorre no Ocidente, é um tolo.
Se enxerga e não vê nada demais, é um cínico(para dizer o mínimo).

Se acredita que o senhor Olavo é referencial dos que discordam do seu ponto de vista, agradeço por deixar claro, em poucas linhas, tudo que pretendi demonstrar à respeito da deformação cognitiva feita por certas ideologias.

Saudações.

Rui Joaquim Sobral Barbosa Nabuco Pinto

Epilef (Administrador)

"A CF foi escrita por comunistas como Ulysses Guimarães!!! É verdade"

Sim exatamente isso porém sem nem o mais remoto traço de ironia mequetrefe.

Observador...

John Paul Stevens (Advogado Autônomo)

...um oferecimento de Olavo de Carvalho!!! Certamente é "aluno" do "professor" lunático de Richmond!

Que Trump nos salve do Foro de SP!!!!

Lá e cá

Afonso de Souza (Outros)

O colunista mencionou um determinado manifesto e eu me lembrei de um artigo do Demétrio Magnoli, que deu - ainda dá – por falta de outro:

“Nessas circunstâncias especiais, a palavra dos intelectuais de esquerda pode exercer uma efetiva influência indireta. O persistente silêncio deles serve como cobertura do apoio dos partidos brasileiros simpatizantes do castrismo à ditadura de Maduro. A ruptura do silêncio cúmplice –na hora do êxodo venezuelano e da pré-campanha presidencial no Brasil– alteraria os termos da equação. O regime castrista precisa da legitimidade oferecida pela esquerda latino-americana. Sob pressão do PT, do PSOL e do PC do B, Havana possivelmente se moveria, reproduzindo o que fez no caso das Farc colombianas.
Nossos intelectuais de esquerda especializaram-se em manifestos partidários ou destinados a causas mesquinhas, como pedir o escalpo de algum articulista inconveniente. Que tal variar, em defesa dos direitos humanos dos venezuelanos comuns? Dessa vez, companheiros, vocês não são irrelevantes”.

https://www1.folha.uol.com.br/colunas/demetriomagnoli/2018/02/o-manifesto-ausente.shtml

>O artigo é de fevereiro de 2018. De lá para cá, aquela situação só piorou - recente relatório do Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos dá conta de 6.856 mortes suspeitas de opositores. E sob o silêncio ruidoso de muitos democratas de ocasião.

(Terminou recentemente mais uma edição do Foro de São Paulo. Desta vez foi em Caracas, num hotel estatal. Algumas das entidades participantes, como o PT, chegaram a divulgar uma nota oficial de protesto, mas contra “o avanço do neoliberalismo e o imperialismo”.)

A parcialidade das pessoas é chocante

Observador.. (Economista)

Não sei se a motivação é fruto de cinismo, canalhice, auto-engano, hipocrisia, deformação ideológica (tem gente que acha que os livros de Adorno, Marcuse, Lukács e a famosa "Teoria Crítica" de Horkheimer é bobagem, não método de alteração da percepção das coisas e valores) ou mera vontade de ganhar dinheiro com o caos.

E não me interessa saber.
Mas tenho vergonha de todos os afetados cuja indignação só tem um lado, cuja empatia só enxerga os iguais e cujo ataque mira tudo que não for espelho ideológico.

É vergonhoso e até patético.
Pois edulcoram tudo isso com tecnicismos, linguagem pomposa e muita afetação personalista.
Lamentável.

https://conexaopolitica.com.br/brasil/oab-entra-na-justica-para-impedir-que-advogado-de-adelio-bispo-releve-quem-o-contratou/

https://doutoradevogado.jusbrasil.com.br/noticias/713428327/presidente-da-oab-chama-advogados-de-filhas-da-p-e-membro-da-oab-pr-pede-sua-cassacao?ref=feed

https://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/eduardo-jorge-admite-o-que-dilma-sempre-escondeu-8220-eramos-a-favor-da-ditadura-do-proletariado-8221/

https://www.youtube.com/watch?v=cP5PGY08vbs

Censura

ConjurParcial (Advogado Assalariado - Internacional)

Parabéns aos Democratas, em especial a Conjur, pela censura dos comentários!
Parabéns aos 800 juristas, que felizmente representam menos de 1% dos inscritos na OAB, por deixar de cumprir a constituição e o devido processo legal ou só serve para os meus amigos "democratas"?

comunistas

John Paul Stevens (Advogado Autônomo)

A CF foi escrita por comunistas como Ulysses Guimarães!!! É verdade, recebi no uatisap!!!

“ A vaca foi pro brejo”

Daniela A. Correia (Advogado Autônomo - Criminal)

Não dá, para abandonar o barco, porém a situação do país em geral, está deplorável.
É desanimador...compreendo a postura do Juiz de Barreiras, bem como minha solidariedade ao presidente da Ordem. Belo artigo!!!

Lenio always stretches.

amigo de Voltaire (Advogado Autônomo - Civil)

Herr Lenio é a versao Reinaldo Azevedo do Conjur!

Nobre rof. Lenio ajude-nos abolir o trab. análogo escravo

VASCO VASCONCELOS -ANALISTA,ESCRITOR E JURISTA (Administrador)

Por Vasco Vasconcelos, escritor e jurista. Os mercenários gostam de meter o bedelho em tudo. OAB não tem interesse em melhorar o ensino jurídico. Só tem olhos p/ os bolsos dos seus cativos. Tx concurso p/ adv. da OAB/ DF apenas R$ 75, taxa do pernicioso jabuti de ouro, o caça-níqueis exame da OAB, pasme R$ 260, (um assalto ao bolso). Estima-se que nos últimos 24 anos OAB abocanhou extorquindo com altas taxas de inscrições e reprovações em massa cerca de mais de 1.0 BILHÃO DE REAIS. Todo mundo sabe como funciona o enlameado Congresso Nacional. Assim fica difícil extirpar esse câncer a máquina de triturar sonhos e diplomas. Trabalho análogo à condição de escravo. O Egrégio STF ao julgar o INQUÉRITO 3.412 AL, dispondo sobre REDUÇÃO A CONDIÇÃO ANÁLOGA A DE ESCRAVO. ESCRAVIDÃO MODERNA, explicitou com muita sapiência (…) “Para configuração do crime do art. 149 do Código Penal, não é necessário que se prove a coação física da liberdade de ir e vir ou mesmo o cerceamento da liberdade de locomoção, bastando a submissão da vítima “a trabalhos forçados ou a jornada exaustiva” ou “a condições degradantes de trabalho”, (...) A “escravidão moderna” é mais sutil do que a do século XIX e o cerceamento da liberdade pode decorrer de diversos constrangimentos econômicos e não necessariamente físicos. Priva-se alguém de sua liberdade e de sua dignidade tratando-o como coisa e não como pessoa humana, o que pode ser feito não só mediante coação, mas também pela violação intensa e persistente de seus direitos básicos, inclusive do direito ao trabalho digno. A violação do direito ao trabalho digno impacta a capacidade da vítima de realizar escolhas segundo a sua livre determinação. Isso também significa “reduzir alguém a condição análoga à de escravo" .

Comentar

Comentários encerrados em 9/08/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.