Consultor Jurídico

Comentários de leitores

5 comentários

Cirúrgico

José Eduardo Coelho Dias (Advogado Sócio de Escritório - Família)

Parabéns pelo belo texto, Dr. Rodrigo, cirurgicamente preciso. E quem tem olhos de ver que veja.

O que restaria?

Daniel D. de Freitas (Outros)

Por derivar da experimentação social, o direito sempre será suscetível ao comportamento humano, às suas crenças (ou à ausência delas) e aos seus erros.

O autor se apoia na teoria do medo para dar vasão às suas críticas contra condutas reprováveis, incorrendo no mesmo erro e no mesmo preconceito daqueles que se opõem ao ideário que representa. Mas a história nos ensina que a imposição goela abaixo de qualquer conjunto de normas ou de condutas nunca alcançará os avanços esperados...

Se utilizarmos o mesmo tubo de ensaio proposto pelo autor para a validação das suas proposições, o resultado que teremos será exatamente o mesmo que ele e seu instituto enfrentam. Uma pena que o debate sempre descambe para o campo da repulsa à religião.

Laicismo versus Ateísmo.

Osvaldir Kassburg (Oficial da Polícia Militar)

O articulista talvez esteja se referindo ao Estado Islâmico.
O conceito de Estado laico não se confunde com Estado ateu, tampouco a laicidade do Estado atinge ou vincula as pessoas físicas que integram o governo. Estas, continuam mantendo a sua liberdade religiosa, garantida pela Constituição.
"Nós, representantes do povo brasileiro (...) promulgamos, sob a proteção de DEUS, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL”. Preâmbulo da Constituição Federal.
O marxismo é realmente incorrigível.

Bíblia

O IDEÓLOGO (Cartorário)

Diz o texto: "Os exemplos de exclusão social em nome de uma moral sexual religiosa são inúmeros. A moral e os bons costumes vêm travestidos de se preservar a família, de resgatar valores. Esta é, inclusive a ideia e o espírito do PL 867/2015, que pretende instalar a “Escola sem partido”, ou melhor, quer que os alunos não tenham uma posição reflexiva e não conheçam os vários lados da história. Esse PL baseia-se em princípios familiares e religiosos, confronta o conceito de laicidade do ensino público e censura assuntos como sexualidade e gênero, negando toda a evolução do pensamento científico e dos avanços sociais. Tudo em nome do se fazer o bem, mas em total desrespeito e desconsideração do sujeito de direitos como sujeito de desejos.
É aterrorizante pensar que grande parte dos avanços sociais, que repercutiram positivamente no Direito das Famílias, estão neste momento ameaçados pelo retrocesso do Estado laico, que aceita apenas a família tradicional. Em um Estado laico, são os princípios constitucionais que deveriam determinar a vida do cidadão. Mas a nação religiosa que começa a dominar os Poderes da República quer que sejamos regidos pelos princípios bíblicos, que em Levítico 20:13 manda matar o homem que se deitar com outro homem, por exemplo. Ou seja, um texto homofóbico, que não tem mais lugar em uma sociedade que se pretende cristã, tolerante e plural".

A Bíblia não foi escrita por Deus, mas pelos homens. Teve por objeto dominá-los, impor uma conformidade comportamental necessária à estabilidade das relações sociais.
É verdade que nos momentos que foi escrita, os seus preceitos revelaram-se imprescindíveis, pois abrandava a estrutura primitiva que governava as relações entre os homens. Atualmente, não possui relevância.

Camille paglia

O IDEÓLOGO (Cartorário)

Camille Anna Paglia (Endicott, Nova Iorque, 2 de abril de 1947) é uma acadêmica e Ph.D pela Universidade de Yale. Camille ainda é ensaísta, crítica de arte e crítica social americana. Paglia é professora da University of the Arts em Philadelphia, Pennsylvania, desde 1984. O The New York Times a descreveu como a “Primeira e mais importante educadora". Paglia é famosa por sua visão crítica em vários aspectos da cultura moderna. Em 2005, Paglia foi rankeada em #20 pela revista Prospect/Foreign Policy na lista dos 100 maiores intelectuais populares (Fonte Wikipédia).

O único erro de Camille foi apoiar o senador Bernie Sanders à Presidência dos USA. Mas, toda intelectual é, sempre equivocada.

Comentar

Comentários encerrados em 29/04/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.