Consultor Jurídico

Notícias

Remoção compulsória

CNJ mantém sanção à juíza que forneceu lanche a presos em audiência de custódia

Comentários de leitores

5 comentários

Punição a juíza

RitaBH (Advogado Assalariado)

Vergonhosa a conduta deste CNJ . A conduta da juíza está na forma do texto constitucional. Audiência de custódia! Dr Carlos toda a minha solidariedade. A OAB tem deixado a desejar quanto a defesa de prerrogativas.

Responder

Inacreditável

VANDA LUCIA N DE SOUZA ()

É inacreditável, que uma juíza seja punida por fornecer um lanche, os indivíduos está vamos passando por uma audiência de custódia, ainda sequer haviam sido julgados , e já devem ter seus diretos violados, com certeza, ela percebeu que realmente eles estavam com fome, isso atenta contra a segurança. Deus porque tanta crueldade, porque tanto ódio disseminado. Muito embora, tenha sido punida a juíza é digna de aplausos, pois demonstrou que ainda existe humanidade dentro dela. Agiu como pessoa de principios, mas esse não se aprende nos bancos das universidades, esse trazemos, do que se aprendeu no seio da família .Mais uma vez Execelencia tiro o chapéu, pelo exemplo, que outros juizes deveriam praticar ,o qual, deveria ser motivo de orgulho para o judiciário.

Responder

A boa samaritana

O IDEÓLOGO (Cartorário)

Bandido deve ser tratado como...bandido.
Eles, os meliantes, foram espertos...utilizaram "os direitos humanos" (possivelmente foram orientados por advogados socialistas ou comunistas ou garantistas ou constitucionalistas).
O alimento que precisavam não é aquele que o estômago precisa, mas espiritual. Um pastor da Igreja Universal os ajudaria com melhor eficiência.

Responder

Juíza do foro regional de pinheiros

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

Irei representar em breve na Corregedoria do TJSP uma juíza do foro regional de pinheiros, por descumprimento de Lei, atentado contra prerrogativas do advogado e impedimento de exercício do contraditório. Muiiiiiiiiiito mais grave que fornecer lanches para presos. Quero ver o que a CGJ do TJSP irá fazer, aplicar uma advertência ou inventar uma desculpa para livrar a cara dela. Caso ocorra o famigerado arquivamento, vai para o CNJ.

Responder

Que?

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

Como assim? Tantas ilegalidades e infinitos abusos praticados diariamente por inúmeros magistrados e o TJSP, que na prática, só pune apenas 2% dos magistrados representados na Corregedoria, pune uma magistrada pois ela forneceu lanche aos presos em audiência de custódia. SURREAL.

Aqui é o Brasil, o país onde o rabo abana o cachorro.

Responder



Comentar

Comentários encerrados em 18/04/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.