Consultor Jurídico

Notícias

Totalmente eletrônico

Justiça Federal da 4ª Região migra processos para sistema eletrônico próprio

A partir desta segunda-feira (1°/4), todos os processos judiciais da 4ª Região da Justiça Federal serão eletrônicos, tramitando no sistema eproc, desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Com a desativação do sistema de processos físicos, o tribunal espera economizar até R$ 670 mil.

Na sexta-feira (29/3) foi concluído o projeto para digitalizar e disponibilizar integralmente no sistema os últimos processos em papel que ainda tramitavam no 1º e 2º Graus da Justiça Federal da 4ª Região. 

A decisão visa à eficiência na prestação jurisdicional e a contenção de despesas. Com a desativação do sistema Siapro, que gerenciava os processos físicos, o tribunal espera economizar até R$ 670 mil. 

A iniciativa começou em agosto de 2018. Durante esses últimos meses, mais de 7 mil ações em papel que tramitam junto ao TRF-4 foram encaminhado para a digitalização. Já nas Justiças Federais do RS, SC e PR, o número de processos migrados chegou a 12.396, 23.771 e 7.758, respectivamente. Com informações da Assessoria de Imprensa do TRF-4.

Revista Consultor Jurídico, 1 de abril de 2019, 18h50

Comentários de leitores

1 comentário

Parabéns ao TRF4

LeandroRoth (Oficial de Justiça)

Parabéns ao TRF4, pioneiro no processo eletrônico e ágil no julgamento dos processos da Lava Jato (ao contrário do TRF2, em que os processos da Lava Jato do Rio simplesmente não andam).

Comentários encerrados em 09/04/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.