Consultor Jurídico

Sem negociação

Juiz manda Editora Abril reintegrar funcionários demitidos desde dezembro

Retornar ao texto

Comentários de leitores

6 comentários

Judiciário sentando na cadeira do Diretor.

RODRIGO.ADV. (Advogado Assalariado - Civil)

Engraçado..., empresa que vivia do sucesso do passado na grande rotatividade dos jornais impressos e periódicos que, por conta da tecnologia perdeu espaço e, consequentemente, renda. Foi necessário a demissão de seus empregados...
Certamente não esta era a vontade da empresa.
aí vem o Judiciário, impõe a nulidade das demissões e diz que a empresa tem que fazer o acordo prévio...sentou na cadeira do Diretor executivo da empresa.

O dono da firma

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Uma dúvida: quem irá pagar os salários dos trabalhadores reintegrados pela vontade pessoal do juiz é o Estado, ou o próprio juiz?

Republica das Banans não tem chance de dar certo...

MAIS MISES-MENOS marx (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

A propriedade privada é escrachada no Brasil. A empresa está QUEBRADA e não pode mandar embora funcionários, um juízeco perdido numa vara de São Paulo tem o poder de destroçar o poder da empresa sobre seus próprios bens e dinheiro.

A Justicinha do Trabalho TEM que acabar.

O mundo do trabalho

O IDEÓLOGO (Cartorário)

O juiz tentou ressuscitar os Zumbis dando-lhes uma injeção de esperança.
Mas não adiantará nada essa decisão.
Se o empresário não tem recursos, apenas os demitidos contarão com a esperança de um amanhã.
Peço a Deus que nenhum desses trabalhadores, após terminar a esperança, não comecem a vida de crimes, inicialmente pela violação da Lei Maria da Penha, e depois "num crescendo de vingança contra a falta de perspectivas", comecem a "bailar em todos os artigos do Código Penal".

Aberração

Porto (Advogado Associado a Escritório)

Como é bom ser juiz. Com uma canetada de quem recebe muito bem obrigado, em dia, possui vários assessores, determina que não existe crise financeira capaz de permitir ao empregador despedir empregados. Fique com os empregados, se afunde em dívidas, feche as portas. Isso, feche as portas. Primeiro libere todo o patrimônio do nome dos sócios e, depois, simplesmente feche as portas, pois é isso que pretende o judiciário. Quando homens e mulheres serão juízes novamente? Estamos cansados de Deuses.

????????

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

Nunca soube que juiz pode mandar a empresa recontratar dezenas, centenas de pessoas.
.
Pérola.

Comentar

Comentários encerrados em 4/10/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.