Consultor Jurídico

Notícias

"Por exclusão"

Ex-procurador geral, Rodrigo Janot declara apoio a Fernando Haddad

Às vésperas do segundo turno, o ex-procurador geral da República, Rodrigo Janot declarou apoio ao candidato à Presidência Fernando Haddad (PT).

Jefferson Rudy/Agência SenadoRodrigo Janot declarou voto em Haddad (PT) "por exclusão".

Janot usou o Twitter na noite deste sábado (27/10) e afirmou não pode "deixar passar barato discurso de intolerância", em referência ao candidato Jair Bolsonaro (PSL). Com isso, declarou o voto em Haddad "por exclusão".

"Já fui chamado de petista e antipetista. Já fui psdebista e anti também. Houve muita especulação sobre meu interesse eleitoreiro na minha atuação profissional. Nada se comprovou. Agora, não posso deixar passar barato discurso de intolerância e etc. Por exclusão, voto em Haddad", escreveu.

Na Procuradoria-geral, Janot  denunciou no Supremo Tribunal Federal a ex-presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente Lula e os ex-ministros da Fazenda Guido Mantega e Antonio Palocci pelo crime de organização criminosa, no âmbito da operação "lava jato".

A manifestação do ex-PGR aconteceu horas depois que o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, declarou que vai votar no petista.

Revista Consultor Jurídico, 28 de outubro de 2018, 10h07

Comentários de leitores

1 comentário

pelo fim da dinastia dos esquerdistas no MPF

analucia (Bacharel - Família)

pelo fim da dinastia dos esquerdistas no MPF !!! que venha a democracia e não o inchaço estatal,

Comentários encerrados em 05/11/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.