Consultor Jurídico

Notícias

Segundo turno

Equipes de Bolsonaro e Haddad podem acompanhar apuração de votos no TSE

Por 

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministra Rosa Weber, liberou, nesta sexta-feira (26/10), que representantes da Coligação “Brasil Acima de Tudo, Deus acima de Todos”, do candidato Jair Bolsonaro (PSL), acompanhem na corte a apuração e totalização de votos no segundo turno da eleição neste domingo (28/10). A Coligação “O Povo Feliz de Novo”, do candidato Fernando Haddad (PT), também poderá participar do processo.

Rosa Weber permitiu que equipes dos candidatos acompanham a apuração.
Nelson Jr./SCO/STF

As coligações têm até este sábado (27/10) para apresentar os nomes dos cinco representantes que irão ao TSE. 

Ao alegar que o processo de apuração é secreto, o PSL afirmou que a ação afasta o cidadão gerando falta de credibilidade, além de violar o princípio da cidadania, publicidade e moralidade dos atos administrativos. O objetivo do acompanhamento é fiscalizar todas as fases do processo de votação e apuração das eleições, bem como o processamento eletrônico da totalização dos resultados.

Clique aqui para ler a íntegra da decisão.  

 é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 27 de outubro de 2018, 14h45

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 04/11/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.