Consultor Jurídico

Notícias

Troca de Gestão

Gabriel Faria Oliveira é o novo chefe da Defensoria Pública da União

O presidente da República Michel Temer nomeou, na quarta-feira (24/10), Gabriel Faria Oliveira como novo defensor público-geral. Ele substituirá o advogado Carlos Eduardo Barbosa Paz, que ocupa o cargo hoje. 

Gabriel Faria Oliveira e Michel Temer durante a nomeação do novo defensor público-geral.
Marcos Corrêa/PR 

Gabriel Oliveira é de Florianópolis (SC), com formação na Universidade Federal de Santa Catarina. Ele entrou na Defensoria Pública da União em 2006 por concurso público e atuou principalmente em temas como saúde da mulher, direitos dos pacientes com câncer e de doentes renais. Entre 2011 e 2013, presidiu a Associação Nacional dos Defensores Públicos Federais (Anadef).

Depois de ser o mais votado na lista tríplice para vaga, disputando com Daniel de Macedo e Vinicius Diniz (Rio de Janeiro e Minas Gerais) o nome de Gabriel foi aprovado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado por unanimidade, no último dia 5, e pelo plenário do Senado no dia 16 de outubro, com 41 votos favoráveis, duas abstenções e dois votos contrários. Com informações da Assessoria de Imprensa da DPU.

Revista Consultor Jurídico, 26 de outubro de 2018, 13h59

Comentários de leitores

1 comentário

Constituição nem tem o termo "Defensor Geral"

daniel (Outros - Administrativa)

Muito menos fala em eleição para Defensor Geral, mais grave ainda é uma Lei Complementar impor forma de escolha para as Defensorias dos Estados sem que haja um parâmetro constitucional. Tudo pode no autoritarismo da Esquerda, em que Estado acusa e Estado defende no mesmo processo, ou seja, a dialética marxista (estado bom e estado mau), com o intuito de confundir as pessoas e também agigantar o Estado.

Comentários encerrados em 03/11/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.