Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Coronel de pijama

"Imundo, sórdido e repugnante", diz Celso, sobre ofensas a Rosa Weber

O ministro Celso de Mello, decano do Supremo Tribunal Federal, chamou de "imundo, sórdido e repugnante" o vídeo em que o coronel aposentado Carlos Alves, com evidentes sinais de desequilíbrio, ofende gravemente a ministra Rosa Weber.

Palavras usadas por coronel para ofender Rosa Weber são "próprias de quem possui reduzidíssimo e tosco universo vocabular", diz Celso, em pronunciamento na 2ª Turma

Em sessão da 2ª Turma nesta terça, o ministro Celso falou em defesa dos colegas e chamar atenção para os crimes cometidos pelo oficial da reserva do Exército no vídeo. A turma decidiu, por unanimidade, mandar a Procuradoria-Geral da República investigar o cometimento de crimes.

Mais tarde, o Comando do Exército também divulgou uma nota informando que o general Villas Bôas, chefe das Forças Armadas, também solicitou investigação sobre o vídeo, ao Ministério Público Militar.

No vídeo, o coronel diz que, se Rosa impedir que Jair Bolsonaro (PSL) tome posse como presidente por causa de crimes eleitorais, ele fechará o Supremo. Bolsonaro é réu numa ação de investigação ajuizada pelo PT no Tribunal Superior Eleitoral. A acusação é de caixa 2 e financiamento empresarial ilegal por causa um esquema de disparo em massa de milhões de mensagens pelo WhatsApp.

Após a repercussão do primeiro vídeo, o coronel publicou uma nova ladainha, dessa vez ameaçando o ministro Gilmar Mendes.

Leia o pronunciamento do ministro Celso:

Circulou, na Internet, um vídeo com criminosas ofensas morais à honra, à dignidade, à alta respeitabilidade e à integridade pessoal e ilibada reputação da eminente Ministra Rosa Weber, Presidente do E. Tribunal Superior Eleitoral, Juíza deste Supremo Tribunal Federal e magistrada de irrepreensível conduta profissional!

O discurso imundo, sórdido e repugnante do agente que ofendeu a honra da Ministra Rosa Weber – uma mulher digna e magistrada de honorabilidade inatacável, que exerce, como sempre exerceu, a função judicial com talento e isenção, de modo sóbrio e competente – exteriorizou-se mediante linguagem profundamente insultuosa, desqualificada por palavras superlativamente grosseiras e boçais, próprias de quem possui reduzidíssimo e tosco universo vocabular, indignas de quem diz ser Oficial das Forças Armadas, Instituições permanentes do Estado brasileiro que se posicionam acima das paixões irracionais e não se deixam por elas contaminar, paixões essas que cegam aqueles que, a pretexto de exercerem a liberdade de palavra – que constitui um dos mais preciosos privilégios dos cidadãos da República –, resvalam para o plano subalterno da prática abusiva e criminosa da calúnia, da difamação e da injúria.

O primarismo vociferante desse ofensor da honra alheia faz-me lembrar daqueles personagens patéticos que, privados da capacidade de pensar com inteligência, optam por manifestar ódio visceral e demonstrar intolerância radical contra os que consideram seus inimigos, expressando, na anomalia dessa conduta, a incapacidade de conviver em harmonia e com respeito pela alteridade no seio de uma sociedade fundada em bases democráticas.

Todo esse quadro que resulta do vídeo imundo e abjeto que mencionei – vídeo esse que, longe de traduzir expressão legítima da liberdade de palavra, constitui verdadeiro corpo de delito comprobatório da infâmia perpetrada por referido autor das ofensas morais – leva-me a repudiar com veemência e a desprezar com repugnância tão desonroso comportamento em que incidiu o militar em questão, não só para vergonha e ultraje do sentimento de decência que nos anima a todos, mas, sobretudo, para constrangimento da Força Singular a que diz pertencer!

Quero estender, bem por isso, a minha pessoal e irrestrita solidariedade à eminente e honrada Ministra Rosa Weber, magistrada de valor, brilho e seriedade incomparáveis cujo inconspurcável patrimônio moral tem o integral respeito de todos os seus colegas deste Supremo Tribunal Federal e da comunidade jurídica em geral, pois os injustos e criminosos ataques à sua honra ilibada representam um ultraje inaceitável a esta Suprema Corte, à ordem democrática e ao Poder Judiciário do Brasil!

Finalmente, Senhor Presidente, a minha solidariedade estende-se, por igualdade de razões, aos eminentes Ministros Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Luiz Fux, que são magistrados probos e exemplares cuja integridade pessoal e comportamento profissional desautoriza os doestos contra eles assacados e os vilipêndios que criminosamente atingiram, de modo injusto, o patrimônio moral desses eminentes Juízes do Supremo Tribunal Federal.

Revista Consultor Jurídico, 23 de outubro de 2018, 15h51

Comentários de leitores

17 comentários

Se esforçe um pouquinho que irá entender

Eududu (Advogado Autônomo)

Prefiro apoiar quem realmente defendeu a democracia no Brasil.

Quem apoia ditaduras e assassinos é justamente quem apoiou a ditadura cubana, quem é fã de Fidel Castro, Che Guevera, quem apoia a ditadura venezuelana, quem defende o que os guerrilheiros comunistas fizeram aqui (4 sequestros de diplomatas, 10 sequestros de aviões, incontáveis assaltos e 120 pessoas assassinadas -https://jovempan.uol.com.br/opiniao-jovem-pan/119-pessoas-foram-assassinadas-pela-resistencia-armada-ao-regime-militar.html) , a soldo e mando do comunismo internacional.

Se Bolsonaro e seus apoiadores agridem “violentamente negros, mulheres e as minorias”, como o senhor diz, por que ele não é processado e condenado ao invés de simplesmente ser chamado de fascista, nazista, racista e etc?

Seu comentário é tão falso quanto o caso da jovem atacada em Porto Alegre outras fanfics criadas recentemente pela esquerda (como também a tal milícia paramilitar que o senhor se refere):
De acordo com o laudo técnico da Polícia Civil, “pode se afirmar com convicção que as lesões produzidas na vítima não são compatíveis com as que seriam esperadas, na hipótese de ter havido efetiva resistência da parte dela à ação de um agente agressor”.
As lesões só são compatíveis com a propaganda de Fernando Haddad. (https://www.oantagonista.com/brasil/policia-conclui-que-suastica-foi-autolesao-e-indiciara-jovem-por-falso-testemunho/)

O seu comentário atesta seu problema. Ou o senhor sofre de ingenuidade ou de cinismo. Ou dos dois. De toda forma, merece uma carteirinha do PT, se já não tem.

Vai entender

Persistente (Outros)

O cidadão apoia um bufão que DIÁRIA E REPETIDAMENTE defende TORTURADORES e ASSASSINOS da ditadura e AGRIDE violentamente negros, mulheres e as minorias , mas se ofende porque ele e os da sua turma, que alias começa muito a se parecer com MILICIA PARAMILITAR, sao chamados de fascista

Bem curioso.

sórdido...

Lógica Cartesiana (Outros)

... e repugnante é o anti-isonômico tratamento dado aos concorrentes entrincheirados nas fileiras do PT, que ofendem o Judiciário a rodo e permanecem imunes a críticas/pronunciamentos togados ou da PGR. Qualquer mentecapto infere que há aparelhamento da Justiça + Imprensa quando a fala delirante de um reservista incomoda muito mais que manifestos anti-STF oriundos da cúpula do PT, como é sabido de todos que ocorreram. 2 pesos 2 medidas ofende a democracia, excelências.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 31/10/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.