Consultor Jurídico

Fechamento do STF

Fala de Eduardo Bolsonaro é golpista e autoritária, diz Celso de Mello

Retornar ao texto

Comentários de leitores

19 comentários

Suprema reação

Rivadávia Rosa (Advogado Autônomo)

Pois e. O sr. Luiz Inácio, ora apenado chamou o STF de corte acovardada; o sr. José Dirceu chamou o STF de corte acovardada e, por último afirmou que a tomada do poder era questão de tempo; o causídico
WADIH DAMOUS deputado petista e ex presidente da OABRJ sentenciou que tem que fechar o STF.
Porém, o filho do candidato a presidente respondeu a uma pergunta indevida de forma jocosa, parece que a Suprema Corte - acordou por todas suas vozes com extrema lucidez.

2p & 2m

Eduscorio (Outros)

O ilustre comentário de Boris Antônio é uma pérola preciosa neste fórum. Nunca vi comentário tão lúcido, amparado em fatos e com nome aos bois. Francamente, "O rei (STF) está nu". O STF deveria ser menos parcial, tendenciosos e mais isonômico. Ou o princípio de tratamento isonômico e igualitário não é cláusula pétrea ? O que significa tacar pedras no Filho do Líder e acobertar outros figurões petistas com discurso de ódio ameaçador das instituições e vilipendiador da democracia. Afinal, foram eles que ameaçaram derramamento de sangue caso Lula não fosse solto e que fariam "TUDO" para vencer as eleições. Se o Eduardo B. não pode falar asneira, então as fileiras petistas também não. Nem mesmo o dublê de advogado e deputado-RJ, sr. Wadih. Nem mesmo a Sen. Gleisi e nem a eminência parda José Dirceu. O Min. Celso fechou o basculante pra não entrar mosquito mas abriu a porteira pra manada entrar...

Boris vc disse tudo!

Antonio da Silva (Servidor)

O comentário de Boris Antonio foi certeiro! Vale a pena ser lido, pois demonstra a parcialidade, não só da mídia petista, mas do próprio STF que insiste em desprezar o princípio constitucional da isonomia... quanta hipocrisia!!

fechar o STF

José Fernando Azevedo Minhoto (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Foi só uma travessura do filhinho inconsequente do capitão, segundo este deu a entender ao se desculpar.
Algo como o menino que chutou a bola e quebrou a vidraça do vizinho!
Imaginem quando "papito" estiver sentado na cadeira mais importante da nação, o que o "pimpolho" não fará.
Por essas e por outras, dia 28 vou cravar "99 CONFIRMA"!

Dois pesos & Duas Medidas

Boris Antonio Baitala (Advogado Autônomo - Civil)

Resposta à uma hipótese idiota levantada em sala de aula, dá nesse fuzuê. E a Globo explora. O Supremo critica. O Ministro Alexandre de Morais fala em tomar providências. O Ministro Celso de Melo foi à tribuna criticar. Mas, vamos lá: Wadir Damous falou que o STF precisa ser fechado; Lula disse que o STF é um tribunal acovardado; Gleisi Hoffmann disse que o juiz Sérgio Moro é um covarde; O deputado Paulo Pimenta disse que iria a Curitiba para prender o juiz Sérgio Moro; Ciro Gomes disse que receberia Sérgio Moro a bala. José Dirceu disse que precisa tirar os poderes do STF. Pois bem:"O que os Ministros do Supremo fizeram a esse respeito??? O que a PGR fez a respeito??? N A D A. Isso prova que não temos um judiciário neutro, mas ligado a viés político. Todos indiretamente, fazendo campanha para o candidato do PT. Uma vergonha para uma instituição centenária. É com isso que deveriam se preocupar.

Neli (Procurador do Município)

Eududu (Advogado Autônomo)

Creio que o maior reflexo negativo da ditadura que ainda pode ser sentido são os perdedores da luta armada (notórios terroristas, seqüestradores, assassinos e assaltantes) que estão há décadas roubando e mamando nas tetas do Estado, anistiados e indenizados,contando estórias do regime militar e varrendo seus crimes (atuais e pretéritos) para debaixo do tapete.

E, com todo o respeito, já vi a senhora por várias vezes bradando que a Constituição deu cidadania aos bandidos. Já vi a senhora defender várias vezes a prisão para cumprimento de pena antes do trânsito em julgado. Ou seja, já via senhora defender até mudança de cláusula pétrea. Vive descendo o malho na CF, que não foi obra dos militares.

Mas, pensar em mudar o número de Ministros do STF, não pode? É cláusula pétrea? E se o Congresso aprovar?

Portanto, a crítica é totalmente infundada.

A ditadura acabou há mais de 30 anos. Temos que julgar nosso passado recente.

Neli (Procurador do Município)

Eududu (Advogado Autônomo)

Nely, não interessa se o líder da esquerda está preso. Se é grave, o tratamento deve ser o mesmo.

E, pelo contrário, justamente por Lula estar (justamente) preso, é que deviam ainda mais respeito pelo Judiciário.

Mas não é isso que ocorre. Além de Haddad, Gleysi e Pimentel já terem dito que Lula será solto caso o PT vença as eleições, e da já comentada declaração de Wadih Damous, José Dirceu disse dias atrás que é preciso acabar com os poderes do STF e que o Judiciário não é um poder de república (https://veja.abril.com.br/politica/jose-dirceu-deveria-tirar-todos-os-poderes-do-stf/).

E ainda chamou o Ministro Fux de charlatão. (https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/11882/dirceu-o-criminoso-chama-ministro-do-stf-de-charlatao-e-ninguem-diz-nada-veja-o-video).

Mais uma:

Moro: Na semana passada, em 5 de maio de 2017, o senhor ex-presidente prestou as seguintes declarações em evento partidário: ‘Se eles não me prenderem logo, quem sabe um dia eu mando prendê-los pelas mentiras que eles contam’. O que o senhor quis dizer com esse tipo declaração?

Lula: O seguinte: que a história não para com esse processo. A história um dia vai julgar se houve abuso ou não de autoridade nesse caso, no comportamento tanto da Polícia Federal como do Ministério Público no meu caso.

Moro: E o senhor pretende mandar prender os agentes públicos?

Lula: Como é que eu vou saber? Não sei se eu vou estar vivo amanhã.

Moro: Foi o que o senhor afirmou.

Lula: Isso é uma força de expressão. O dia que o senhor for candidato vai ter muita força de expressão no palanque.

https://www.oantagonista.com/brasil/lula-e-forca-de-expressao-no-palanque/

Então, por coerência, não devemos fazer tempestade em copo d’água pelo que foi dito por Eduardo Bolsonaro.

Nível

Persistente (Outros)

O último post do Sr Rodrigo mostra bem o "nivel" dessa turma.

Bem, vamos lá outra vez mergulhar de cara em outra NOITE DE TREVAS que talvez dure algumas décadas, trazendo todo o seu pacote de desaparecimento, torturas, grupos de extermínio... a diversão completa para enterrar de vez o nosso arremedo de democracia

No Brasil houve regime militar, ditadura nunca......

RACosta (Advogado Autônomo - Civil)

Parabenizo o colega Rodrigo Zampoli Pereira, minha solidariedade pele texto produzido que reproduz à realidade do regime militar de 1964, quando assevera "Relevem a fala do nobre Deputado Federal, ele foi imaturo, ele ainda não é uma pessoa experimentado pela vida, deixou aflorar os arroubos de sua juventude..." Faço das suas palavras "Brasil, diga não ao comunismo e ao socialismo..." Ronaldo Alves da Costa -OAB-GO 10746.

Nunca houve ditadura no Brasil...

Rodrigo Zampoli Pereira (Advogado Autônomo - Civil)

Quem tiver oportunidade leia o livro: "OS VENCEDORES" - "A VOLTA POR CIMA DA GERAÇÃO ESMAGADA PELA DITADURA DE 1964", autor Ayrton Centeno, Editora Geração, ano do livro 2014, páginas 855. Li esse livro inteiro, o Exército combateu com firmeza o comunismo e o socialismo que se avizinhava no Brasil. O Exército cometeu um erro, sua omissão em não dizer que estava numa GUERRA combatendo ASSALTANTES DE BANCOS que plantavam o aço nas Polícias, no Exército, e no povo (explosões de carros bombas), e queriam tomar o poder e implantar o comunismo e o socialismo. Inclusive no livro tem documentos que provam que grandes agentes políticos que administraram nosso país a pouco tempo participavam de empreitadas negativas contra o povo brasileiro.

Relevem a fala do nobre Deputado Federal, ele foi imaturo, ele ainda não é uma pessoa experimentado pela vida, deixou aflorar os arroubos de sua juventude...

A suposta "ditadura" nunca proibiu ninguém de trabalhar e estudar, nunca fechou uma biblioteca, ou seja, no período de 64 a 84, o Brasil podia ter o defeito que fosse, mas nunca proibiu ninguém de trabalhar e estudar, nunca fechou uma biblioteca.

Morreu algum inocente???? Acredito que SIM, pois, na GUERRA morrem culpados e inocentes.

Brasil, diga não ao comunismo e ao socialismo...

Atenciosamente,r/>
Rodrigo Zampoli Pereira
OAB-MT 7198
OAB-SP 302569

Concordo com Neli (Procurador do Município)

MarcolinoADV (Advogado Assalariado)

Concordo com Neli (Procurador do Município). Apenas discordo do "eles não". Isso já fiz no primeiro turno. Agora, não posso me omitir, e não levarei pro resto da vida o peso de permitir que pessoas como esses autoritários que possuem ojeriza à democracia e às diferenças, governem este pobre país.

Solidarizo-me!

Neli (Procurador do Município)

Solidarizo-me com os Ministros da Augusta Corte.
Triste o que ocorre nesta triste quadra histórica no Brasil alguns pedindo um regime de exceção.
Não percebem que hoje é o reflexo dos 21 anos de Ditadura Militar?
Ditadura Militar sim, porque civil não entrou nesse período, veja o vice-presidente Pedro Aleixo quando o presidente Costa e Silva adoeceu e morreu.
Foi imposto, para a sucessão, outro militar.
E tem gente que não diz ter tido ditadura.
Triste essa quadra do Brasil!
Não inferem que quem sucateou a Educação foi a Ditadura Militar? Não percebem que a Impunidade Penal no Brasil nasceu na Ditadura Militar com a Lei 5941/1973?
Em ambos os casos (sucateamento da Educação e Impunidade Penal), os civis, pós, 1985, encarregaram de piorar.
E a impunidade penal foi pior ainda!
Constitucionalizou a impunidade através de alguns incisos do Art. 5º da Constituição de 1988.
A culpa, do Brasil hoje, é da Ditadura Militar, também!
Conheço a História política do Brasil e por isso causa-me espécie um deputado reeleito (Pelé como todo gênio falou no presente mirando o futuro: o povo não sabe votar!) falar o que falou.
Respeitar as Instituições é respeitar o Brasil.
Ah, o pessoal da esquerda disse algo semelhante? Só que, verbalizaram em razão de seu líder estar condenado (e muito bem condenado), pelo Poder Judiciário.
Verbalizaram porque a Augusta Corte não se curvou para livrar da pena carcerária quem foi muito bem condenado.
Uma triste hipérbole verborrágica, porque o processo é feito de provas!
Falar sem nenhum motivo?
Ou querer ampliar o número de Ministros da Suprema Corte?
Do nada?
Por mais butim que se fez no erário, as Instituições foram respeitadas.
E digo imparcialmente, porque eles, não!
Respeitem as Instituições, excelências.

Diferença

Lógica Cartesiana (Outros)

Quando o deputado federal mais votado no Brasil "desliza", falou como deputado e não como Presidente. Agora, se a insinuação de fechamento (do STF) incomoda é pelo seu DNA, pois outro deputado, este petista, ameaçou do mesmo e nada aconteceu. Aliás, fechamento indireto do STF faz o ministro acusado pelo Min. Barroso de azeitar um balcão de negócios no STF, e quanto a isto o Min. Celso de Melo e a Min. Rosa Weber nada opinam. A enxurrada de liberações de grandes investigados presos pela Justiça de 1º e 2º graus ocorrida só neste ano eleitoral é pior que qualquer improviso do filho do Homem. E a população está atenta a isto, não se iludam... Vide urnas do dia 28.

Lógica medonha

Jose Carlos Garcia (Advogado Autônomo)

É estarrecedora a lógica preconizada por alguns operadores do Direito de que o Ministro deve se calar agora por não ter se pronunciado anteriormente. Procuram justificar o injustificável.

Seletividade

Professor Edson (Professor)

Quando Wadih Damous disse a mesma coisa eu nao vi o ministro dizer ABSOLUTAMENTE NADA, agora o ministro ficou BRAVINHO.

Este do PT pode falar e ninguém acha estranho??

Luís Eduardo (Advogado Autônomo)

Que indignação contra um jovem e destemperado político!
Mas contra raposas velhas e esquerdopatas (José Dirceu e Wadih Damos) ninguém falou nada né?
https://www.oantagonista.com/tv/video-tem-que-fechar-o-supremo-tribunal-federal/?fbclid=IwAR0ZVmNeDHJi0PvmlyeZmTlJxzwirAvVWnhgB9ATt-uI5ctzucVlyKDF24A

Apoio ao autoritarismo

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Particularmente não vejo problema na fala de Eduardo Bolsonaro, já que na época atual cada um pode dizer o que pensa. No entanto, o grande problema é as pessoas aprovarem as falas do citado Deputado Eleito e, pior de tudo, votarem nele.

E o wadih damous?

Valdecir Trindade (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Ministro Celso de Mello, porque o senhor não se manifestou quando o Wadih Damous publicou em vídeo graves aleivosias contra o STF? Ocasião em que o deputado do PT disse que "tem que fechar o Supremo Tribunal federal"? Verbis: https://www.youtube.com/watch?v=6rXSsJeGL2o. O senhor a cada dia que passa, ministro, tem perdido respeito do povo brasileiro, lamentavelmente. Não só o senhor, é claro, mas muitos dos demais ministros: Gilmar, Toffoli, Lewandowski, Marco Aurélio etc. Uma pena!

Eterna vigilância aos direitos fundamentais

Rafael J. Dias (Advogado Sócio de Escritório)

Este era o título das páginas que abrilhantavam o perfil do eminente Ministro Celso de Mello no Anuário da Justiça de 2011, que guardo por ele autografado desde então: "Eterna Vigilância aos Direitos Fundamentais".
Alguém que desdenha da legitimidade do pacto Republicano consagrado no artigo 2º, da Constituição da República, que constituiu o Poder Judiciário como "PODER" sem qualquer tipo de hierarquia jurídica ou política entre os demais poderes executivo e o legislativo, só pode ser um verdadeiro IGNORANTE. Principalmente ao ignorar que o dever de relação de um poder com o outro é respeitar a "independência" de cada qual e buscar sempre a "harmonia" institucional.
Me surpreende, ainda, o fato de que o referido parlamentar tenha feito tais declarações diante de "concurseiros", ou seja, estudantes (muitos deles formados em direito) que querem ingressar no serviço público, sem a mínima noção da gravidade que é atacar um PODER Republicano constitucionalmente instituído. O ilustre Lênio Streck, certamente já há muito vem tentando nos abrir os olhos sobre o ensino do "direito" no Brasil...
Quando um Poder deseja se sobressair ao outro, invocando, ainda com o dito "apoio popular", em total dissonância ao Direito Posto e aos pactos sociais vigentes se está, certamente, diante de um golpe, pois a única arma legítima, racional e responsável que o "povo" dispõe para exercer o poder que dele emana é a REPRESENTATIVIDADE (art. 1º par.un. da CF).
Mas como diria o Conselheiro Acácio: "as consequências sempre vêm depois"...
Enquanto isso, continuamos nos dedicando em nosso serviço, mantendo a eterna vigilância à proteção dos Direitos Fundamentais. Proteção esta que o "cego" não percebe que está deixando para trás, ao arriscar-se em seguir o barulho da turba...

Comentar

Comentários encerrados em 30/10/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.