Consultor Jurídico

Notícias

Propaganda ilegal

Empresas pagam milhões para divulgar mensagens anti-PT, diz jornal

Reportagem desta quinta-feira (18/10) do jornal Folha de S.Paulo mostra que empresas estão contratando agências para fazer disparos de mensagens pelo WhatsApp contra o PT na semana que antecede o segundo turno das eleições. A prática é proibida pela legislação eleitoral, pois configura doação feita por pessoa jurídica. 

Segundo a apuração do jornal, o valor do contrato pode chegar a R$ 12 milhões. Uma das empresas compradoras seria a Havan, cujo dono gravou vídeo coagindo os funcionários a votar em Jair Bolsonaro (PSL). 

Entre as agências que prestam esse tipo de serviços estão Quickmobile, Yacows, Croc Services e SMS Market. As bases de usuários são fornecidas ilegalmente por empresas de cobrança ou por funcionários de empresas telefônicas.

Entrevistado pela Folha, Luciano Hang, dono da Havan, afirma que não contratou o serviço de disparos. Já a QuickMobile diz que a empresa não está atuando na política neste ano e que não fechou tais contratos de disparo. A Yacows não quis se manifestar, e a SMS Market não respondeu aos pedidos de entrevista do jornal. 

Revista Consultor Jurídico, 18 de outubro de 2018, 11h12

Comentários de leitores

13 comentários

Parabéns à jornalista Patrícia Campos Melo

ajaleu (Professor)

Parabéns à jornalista Patrícia Campos Melo e à @Folha de São Paulo pela coragem e pelo excelente trabalho jornalístico.
Parabéns também à Conjur por não se submeter à coação e ao arbítrio e publicar o que, de fato, é notícia e nos interessa a todos.
Caminhamos para um momento em que a imprensa livre desaparecerá a sombra do autoritarismo e a negação da liberdade de informação será prática constante.

Mensagens anti PT via Whatsapp

Likera (Bancário)

Haddad já recuou em sua Constituinte...
Tirou o vermelho e o presidiário de Curitiba da sua campanha...
Finalmente ele já admitiu que a Venezuela é uma ditadura...
Agora a culpa pela derrota do PT na eleição
Não pela maior recessão da história.
Não é por toda a corrupção e sujeira
Não é pelos fatos misterioros que aconteceram no caso Celso Daniel e outros
Não é por causa de Pasadina
Não é pelo desemprego e juros altos da Dilma
É do Whatsapp...
Nós brasileiros somos todos bobos e ingênuos.

Corroboro (Conjur Engajado)

BCRAS (Advogado Sócio de Escritório)

O engajamento do Conjur, até então meu site de notícia preferido, e de seus articulistas, tornou-se vergonhoso.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 26/10/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.