Consultor Jurídico

Comentários de leitores

30 comentários

E a sanfona

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

E a sanfona da "veia" não para de tocar.

Sem dúvida?

WLStorer (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Agora esperamos a réplica: "O grave erro da cassação feita por Fux da decisão de Lewandowski" e "Advogados criticam decisão de Fux que proibiu entrevista de Lula".
Quem está com a razão: Lewandowski, Fux ou Toffoli?
A máxima é absoluta: "a palavra é de prata, o silêncio é de ouro".

censura antes de entrevista feita

Ondasmares (Prestador de Serviço)

E a parte em que Fux censura a entrevista que poderia ter sido feita? Existe isso? Pode isso, Arnaldo? Vi comentário de que nem na época da ditadura censuravam material antes da existência do material. Bem, vivemos tempos estranhos, não sou jurista, não sou advogada, sou só alguém que assiste a tudo isso estupefata. Não sei que mal faria a entrevista do ex-presidente que todos sabem que ganharia no 1o turno. Não está com seus direitos políticos cassados, não está julgado em definitivo, poderia muito bem estar aguardando o fim do processo em liberdade. Por que não?

Observação: Os dois Ministro foram indicados pelo PT.

Weslei Estudante (Estagiário - Criminal)

Como poucos debatem direito em casos em que envolvem política, esta observação ressalta muito a contradição do que chamam “a” ou “b” de ministros petistas. Embora a decisão do Ministro Fux fosse/foi/é contra legem, pelo menos em termos de legitimidade de quem peticionou, o recurso utilizado e competência de quem pediu, esta última, pelo menos podemos dizer que há fundamentação para decidir, o problema são os itens anteriores.

Qual seria o efeito da entrevista: neutro, a favor ou desfavorável? Não saberemos! Na dúvida o condenado não pode falar, contudo, por incrível que pareça, o argumento de alguns, deriva da possibilidade benéfica. Ora, a teoria da pena relativa (preventiva) não me parece fazer muito sentido nessas horas, pois em efeito contrário, iria influenciar “positivamente”, segundo os futuristas da entrevista que não aconteceu. Para os quem acham quem nenhuma entrevista deveria acontecer (Adélio, Lula etc..) têm coerência, ao menos.

Armando do Prado (Professor)

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

Armando do Prado (Professor)
.
Por qual motivo o senhor acha que, a maioria dos professores, que ganham mal pacas, são petistas?
.
O que o senhor vê de qualidade/virtude no Lula e no PT? O que o senhor vê de ruim/mau no Lula e no PT?
Sei que será difícil responder (petistas não conseguem argumentar ou fazer mea culpa...), mas..... vamos tentar

STF salvou-se de um vexame

J. Ribeiro (Advogado Autônomo - Empresarial)

Observou-se uma tentativa por parte do min Lewandowski de desmoralizar o STF, coloca-lo na berlinda.
O min Fux foi oportuno e sensato, preservando a imagem da instituição do STF.
Muito embora acredito que a divulgação da entrevista poderia de fato ter efeito contrário e favorecer o candidato Bolsonaro, dada a ma imagem do ex presidente Lula, presidiário dando ordens de dentro da cadeia(PCC do PT).

Partido do Judiciário

Armando do Prado (Professor)

Lewandowiski, resumiu claramente que o que Fux fez afronta as regras processuais vigentes; desrespeita todos os ministros do STF ao ignorar a inexistência de hierarquia entre seus membros e "a teratológica (absurda) decisão proferida é nula de pleno direito, pois vai de encontro à garantia constitucional da liberdade de imprensa, mas vem o "estoriador" Toffoli, aquele que muda o golpe de 64 para movimento de 64, e atropela a Constituição, tal como o moço da peruca.

Questionam o PT pela falta de autocrítica. Uma que tem que fazer mesmo é de colocarem rapazes trapalhões, como Fux e Toffoli, na suprema corte.

Que liminar?

Alexandre C.D. Mendonça (Serventuário)

Tendo em vista o teor da decisão de Lewandowski, caberia a pergunta: Que liminar?
"Ao contrário do que aponta a decisão do Ministro Luiz Fux, a presente reclamação teve o mérito julgado monocraticamente, não se tratando de deferimento de liminar. A reclamação foi julgada procedente em favor das peticionárias para lhes assegurar o exercício da garantia constitucional da liberdade de imprensa, e o acesso à fonte de informação jornalística, essencial ao seu exercício profissional"

Prevaleceu o Direito

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

O plenário do STF é que deve decidir a questão.

Circo montado

S.Bernardelli (Funcionário público)

Sabe quando toffoli conseguirá harmonia e respeito entre os ministros? Nunca... A situação é a mesma do favreto. Só falta levar o lewandowski para cnj.

Comentar

Comentários encerrados em 9/10/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.