Consultor Jurídico

Notícias

Sem dúvida

Toffoli suspende liminar que autorizava entrevista de Lula

Comentários de leitores

  • Página:
  • 1
  • 2

31 comentários

O direito é grato ao fux

Silva Cidadão (Outros)

Ingratos anos, que, depois de muito andar pelo mundo, simplesmente me negam o direito a envelhecer com sabedoria.

Levandoálguiski

VGontijo (Economista)

Lastimável a intenção da Folha de São Paulo. Vergonhosa a exposição pública de incoerências da Corte. Alguém deve estar levandoálguiski neste episódio.

Legislativo Judiciário Executivo

ielrednav (Outros)

Esses três poderes deveriam ser harmônicos entre si , não é o que acontece , são como diz a musica . Escravos de Jó batiam Caxangá tira põe deixa fica ,guerreiros com guerreiros fazem zig.. zig.. zá..... infelizmente é o que da para entender um concede outro tira , e por ai vai , e o cordão dos puxa saco cada vez aumenta mais .O jornal quer ter o direito de imprensa , mas não vê seus deveres e obrigações de quando e como proceder junto à justiça , com tantos casos que precisam de uma reportagem de um melhor sentido que realmente levariam o publico a pensar ,e rever a realidade politica querem dar prioridade a um cidadão encarcerado ,por motivos de Ordem Nacional ,onde se alega inocência quando na verdade todos são considerados suspeitos , ou culpados perante a lei. É por isso que , muitos pedem uma nova assembleia constituinte para tentar colocar ordem na casa e , os três poderes quem sabe voltariam a ser harmônicos entre si.

Vergonha!

Deodato Ramalho, Advogado (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

O poder judiciário, a cada dia, se apequena com decisões que variam de acordo com o nome que figura na capa do processo. É impressionante, de outro lado, como muita gente aplaude essas decisões seletivas olvidando que hoje atinge um adversário, mas amanhã pode pegar um aliado. Defendem que uma entrevista de um réu, CUJOS DIREITOS POLÍTICOS ESTÃO HÍGIDOS, não pode dar entrevista porque poderia influir no processo eleitoral, mas fingem que não conhecem as reiteradas bocas de urna do juiz Sérgio Moro contra o PT. Desde as eleições de 2014 ele atua como agente político, recorrendo à famosa bala de prata sempre às vésperas das eleições. Ademais, se a moda pega de um ministro do Supremo, independente de ser o presidente, rasgar o CPC e o Regimento Interno e passar a cassar decisões de outro colega, estaremos, definitivamente, num sistema pervertido consagrando a mais abominável insegurança jurídica.

Viuvas tristes

afixa (Administrador)

O que não dizem é que Fux cassou a liminar como presidente em exercício. E Toffoli confirmou. Na pior das hipóteses sao dois ministros contra 1. Se na Seção do impeachment fosse outro não teríamos a aberração de uma candidatura ao Senado por Dilma .
Ricardo Levandowisk aposenta quando mesmo? Vai demorar?

Lewando

Tomaz de Aquino P. Rodrigues (Advogado Autônomo - Criminal)

Lewandowski, suas decisões patentia seu estigma pelo o pt, muito ruim para corte suprema, onde fica a toga?

ora essa Leviandowiski !!!

Luiz Brusamolin (Advogado Sócio de Escritório)

Teratológica foi a decisão que repartiu o impeachment da PRESIDENTA em duas !!!!

Condenado tem que cumprir pena !

Dennes Oliveira (Servidor)

Acertada a decisão, até que enfim ! Condenado tem que cumprir pena, se reabilitar, e não tumultuar um processo eleitoral que definirá o futuro da nação por um bom tempo !

Boca fechada não entra moscas...

DrCar (Advogado Autônomo - Civil)

O "Levando" poderia ficar sem esta se cuidasse dos processos que mofam na Corte... Procurou, tomou. Certíssimo o Tófolli.

Perfeita decisão.

Neli (Procurador do Município)

Ainda há Juiz na República das Jabuticabas.
Que o Plenário decida!
Causa-me espécie que um Ministro da Augusta Corte não perceber que o Brasil vive um processo eleitoral acirrado e a entrevista do Ex-presidente faria com que o pêndulo eleitoral pendesse para um dos lados.
E isso seria uma nódoa para o processo-eleitoral.
Entre a censura a um jornal que está preocupado com o "furo " e o processo democrático eleitoral, qualquer pessoa com bom senso saberia que a escolha do eleitor, se for maculada, enfraquece a democracia. Na eleição, a escolha do eleitor é sagrada!
E alguém dizer que um Partido Político não tem legitimidade? Falácia!
O principal interessado na eleição é o Partido Político.
Os seus candidatos tendo muitos votos ganha mais pelo famigerado fundo partidário e até tempo da televisão. E a balança da Justiça pendendo para um dos lados, todos eles (menos um) seriam prejudicados no primeiro turno.
E no segundo turno um dos candidatos, um dos candidatos também levará vantagem.
E se o candidato do Recluso não for para o segundo turno? Igualmente, essa entrevista macula o processo democrático.
E se o recluso disser "a gente não apoia ninguém, pode anular!" Ou " não vá votar!" Ou ainda " vote para o candidato da ...!"
Tudo isso macularia a eleição.
Digo tudo isso à vontade, porque não votarei para nenhum desses que estão na frente e no segundo turno continuarei a votar, mesmo não estando, para o meu candidato.
Por outro lado, a publicidade da Colaboração do Palocci!
O Juiz Federal Moro, a quem devoto toda admiração, errou!
Durante o período eleitoral as decisões devem ser tomadas com toda cautela.
O voto do eleitor é sagrado e não pode ser maculado,ainda que indiretamente.
O processo eleitoral é o ápice da Democracia.
Data vênia.

despacho teratológico corrigido

JALL (Advogado Autônomo - Comercial)

Quando o despacho como a ordem do Lewandowski vai de encontro à lei, no sentido de que os direitos políticos do Lula frente à eleição, são nulos, deixa de ser um ato jurídico perfeito para ser um ato teratológico que afronta o bom senso e à própria lei. Isto é, não houve um despacho de magistrado, mas uma molecagem que afronta a paz social por violar a lei. Tando quanto o Fernandinho Beira Mar, quanto o Marcola e o Nem, poderiam pelitear a mesma coisa, porque têm muito a dizer do que sabem. Irreparável a atitudo o Fux coonestada pelo bom senso do Toffoli.

O judiciário tomou partido

Marcos S. T. (Assessor Técnico)

É o PJ, partido do Judiciário.
O Moro, que estava esquecido por esses dias, resolveu voltar à cena.
Ontem mesmo, todos assistirão a entrevista do Roberto Cabrini com a primeira dama do tráfico, mulher do Nem da Rocinha, no SBT REPÓRTER.
Parece que tem um micro-sistema jurídico aplicado aos adversários políticos.
Eleição totalmente ilegítima.

... até que enfim ...

Luiz Eduardo Osse (Outros)

... uma 'dentro', hein senhor Tóffoli?

Pau que bate em Chico bate em Francisco...

DrCar (Advogado Autônomo - Civil)

Chupa "Levando" ... Poderia ficar sem essa se desgrudasse do rabo do molusco...

Liberdade de imprensa

Sidnei R. Alves (Contabilista)

Quer dizer então, que a imprensa, pode, a qualquer hora e qualquer momento, entrevistar quem ela bem entende porque está na CF?

Entrevista

Cleverson Amarante (Outros)

Ninguém pensa no povo e nas pessoas de bem. Eu sou do povo e a maioria pensa assim...
Preso corrupto não deve dar entrevista.

E agora, Lewandovsky?

KRocha (Funcionário público)

Segundo reportagem da jornalista Carolina Brígido, o Lewandovsky AMEAÇOU o Tóffoli de revelar DESVIOS DE PODER NO STF se a sua decisão não fosse mantida.
Agora QUEREMOS SABER que desvios foram esses.
E agora, Lewandovsky? Vai amarelar?

CAOS

JCCM (Delegado de Polícia Estadual)

De muito tempo venho tendo receio diante dos pronunciamentos da Corte Máxima, muita das vezes conivente com juízes de primeira instância em exacerbada demonstração de vaidade midiática... dispostos a premiozinhos televisivos e quejandos.

Esse prende, solta, prende, entrevista, não entrevista, tem mostrado a total insegurança jurídica em que estamos entregues.

Juiz criando a legislação invez de apenas fazer cumprir o direito posto, o que traduz verdadeira afronta a Constituição para a qual foi empossado em garantir.

E os demais mortais, então, que garantias lhes restará.

E o que é pior, é observar advogados aplaudindo as arbitrariedades em quebrar sigilos, violando direitos fundamentais.

Estamos, como se diz no popular, na roça.

Põe em plenário, senhor Presidente do STF, e que a maioria vença, muito embora, pelos últimos acontecimentos, NÃO CONVENÇA.

Petista de toga

Advogado José Walterler (Advogado Autônomo - Administrativa)

No impeachement recente, esse cidadão RASGOU a constituição para atender interesses partidários.
Agora, repete a atuação protetiva em favor da mesma canalhada.
Recentemente o Min Toffoli, ao ser questionado pelo fato de haver sido advogado dos petistas, disse: "ESTA CASA MUDA AS PESSOAS" e as suas ações e decisões recentes estão COMPROVANDO isso. Que continue com essa postura, ética, respeitosa e demonstrativa de AUTORIDADE MORAL em respeito aos místicos valores do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL.

Nossa..

Marcel Joffily (Defensor Público Estadual)

Vamos ter que pedir a utilização de VAR para que possamos entender o STF...

  • Página:
  • 1
  • 2

Comentar

Comentários encerrados em 9/10/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.