Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Resolução de Conflitos

Procuradores da República discutem papel do MPF na leniência em evento em SP

Nos dias 11 e 12 de dezembro, a sede da Procuradoria Regional da República da 3ª Região, em São Paulo, vai receber o seminário Desafios da Resolução Consensual de Conflitos para o Ministério Público: Aspectos Cíveis e Sancionatórios, no qual procuradores irão debater o papel do órgão na leniência. 

Nos dois dias do evento, haverá uma conferência e três painéis. A mesa "Ministério Público e os Acordos Cíveis: Controle da Administração Pública, Ações Coletivas e Políticas Públicas” será discutida no primeiro dia. No segundo, a conversa tratará do tema "Ministério Público e os Acordos Sancionatórios em Matéria de Improbidade Administrativa, Anticorrupção (Leniência) e Criminal”.

O evento é realizado pelo Núcleo de Solução Alternativa de Conflitos (Nusac) da Procuradoria Regional da República da 3ª Região, pela Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU) e pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), além do apoio do Instituto Brasileiro de Direito Processual (IBDP).

Os procuradores regionais da República Elton Venturi e Samantha Chantal Dobrowolski estão entre os coordenadores gerais. Já os os procuradores da República José Roberto Pimenta Oliveira, Márcio Schusterchitz e Rodrigo De Grandis fazem parte da comissão organizadora do evento.

Seminário Desafios da Resolução Consensual de Conflitos para o Ministério Público: Aspectos Cíveis e Sancionatórios
Quando: 
Dias 11 (9h às 16h30) e 12 de dezembro (9h às 18h)
Onde: Auditório da Procuradoria Regional da República da 3ª Região - Avenida Brigadeiro Luiz Antônio, 2020, São Paulo. Com informações da Assessoria de Imprensa do MPF.

Revista Consultor Jurídico, 26 de novembro de 2018, 19h11

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 04/12/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.