Consultor Jurídico

Notícias

Indicado para a Justiça

Gilmar Mendes elogia Moro e diz que segurança é desafio maior que corrupção

Comentários de leitores

7 comentários

Neli (Procurador do Município)

Palpiteiro da web (Investigador)

Concordo com suas palavras.
A corrupção é a chaga de todas as calamidades perpetradas nesta terra abençoada e, não vejo perspectiva de melhoria, haja vista que as autoridades estão acostumadas com a vida palaciana e nababesca, tudo, claro, às expensas do dinheiro do povo por intermédio de licitações com cartas marcadas com empreiteiras pra lá de famosas ( OAS, CAMARGO E CORREIA, ODEBRECHT etc...)
O Brasil tinha tudo pra dar certo, mas não dá por conta desta chaga chamada corrupção.

Data maxima venia

João da Silva Sauro (Outros)

Não é produtiva ou relevante a comparação entre latrocínio e corrupção. O ato intencional contra a vida humana não pode ser minimizado. O fato de ser indireta e presumida a suposta morte 'causada' pela corrupção é sim relevante. Esta obsessão com a corrupção como o maior mal do brasil não é saudável e confunde por demais as coisas. A corrupção pode sim aumentar um problema já existente, mas sem uma precisa identificação dos fatos envolvidos não se pode adequadamente afirmar sua magnitude. A candência moral de um tema não pode ofuscar sua relevância prática.

Data vênia!

Neli (Procurador do Município)

Data vênia, a insegurança pública é consequência da corrupção.
A corrupção é o crime mais hediondo que existe.
Nem o latrocínio é tão hediondo quanto ela.
O latrocida, com seu abjeto ato, mata uma pessoa, destrói uma ou duas famílias, e quantas pessoas o corrupto não mata indiretamente? Quantas famílias não são destruídas indiretamente?
O corrupto (ativo e passivo) indiretamente comete todos os crimes previstos no Código Penal e descumpre princípios constitucionais.
No Brasil há uma pandemia de crimes comuns e isso pode ser creditada aos corruptos.
Há falta de dinheiro público para a saúde? Credita-se ao corrupto. Gerações de brasileiros estão condenadas à eterna ignorância? Credita-se ao corrupto.
O corrupto coloca seu interesse pessoal acima do interesse Público.
Ele descumpre princípios fundamentais inseridos na Constituição Nacional.
A epidemia de mortes violentas deve ser creditada, friso-me, ao corrupto.
Crime abjeto.
A crise que se passa o Brasil deve ser creditada ao corrupto: ativo e passivo.
O eterno subdesenvolvimento do Brasil deve ser creditado ao corrupto.
Basta sair às ruas, em qualquer cidade do Brasil, para ver o caos que a corrupção deixou.
A insegurança pública é, portanto, consequência da corrupção.
Urge-se debelá-la.
Data vênia.

Parece que...

S.Bernardelli (Funcionário público)

Parece que até agora o único que ficou indignado com Moro foi o Celso de Mello, parece que também, pelo menos por enquanto, é o único que está preocupado com a moralização do Poder judiciário. Isso é lamentável.

Moro Ministro põe em xeque Judiciário

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Obrigado. Acredito que deve ter um substituto à altura.

Convocação ao HIPPIES "da reserva"

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

O Brasil precisa de sua infiltração em todos os setores. Querem guerra na Política para despistar os saques de dinheiro público, de recursos naturais.
As duas faces da mesma MOEDA, literalmente.
Cara ou coroa ? Tanto faz, a BANCA sempre ganha.
Make love, not war !
Peace and love !
"...when the moon is in the NINTH HOUSE
and Jupiter aligns with Mars .."

O Min. Gilmar disse muito mais

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Além de dizer que "a tarefa da segurança pública é muito maior do que a questão da corrupção" como se uma coisa não tivesse nada a ver com a outra, anteriormente, fez duras críticas ao que chamou de "prisões provisórias alongadas".
(...) "Nós tornamos as prisões provisórias do doutor Moro em prisões definitivas. Esse é o resultado nesses casos. É melhor suprimir a Constituição, já que tem o Código Penal de Curitiba. Deviam criar a Constituição de Curitiba também "(...)
(...) "Por que se trata de decisões bem elaboradas ? Porque esse sujeito fala com Deus ?" (...)
Então, sem sombra de dúvida, o Ministro Gilmar elogia, inequivocamente, a saída do juiz Sérgio Moro do Poder Judiciário.
E tudo o que o juiz Moro fez será "analisado".

Comentar

Comentários encerrados em 11/11/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.