Consultor Jurídico

Mal alheio

Em audiência, juiz roga praga e afirma desejar que advogados morram de câncer

Retornar ao texto

Comentários de leitores

13 comentários

Digamos e ajamos como JESUS CRISTO.

Bacharel em Direito e pós graduado (Assessor Técnico)

Queridos, sei que, provavelmente, cada ser humano professa ter uma religião, ou não. Independentemente, respeitemos. Sou evangélico e irmão de todos vocês, inclusive, do Magistrado-autor da "praga rogada" em comento. Meu conselho é que digamos e ajamos de forma semelhante ao nosso Senhor Jesus Cristo que, quando na mais cruenta dor na cruz do Calvário, torturado por vários algozes, disse: "Pai, perdoa-os, porque não sabem o que fazem". Ainda em Seu exercício Ministerial terreno Ele pediu (não obrigou) que amássemos uns aos outros. Meus irmãos leitores e colegas operadores do direito, quer queira, quer não; creia-se ou não creia-se, não somos animais, SOMOS IMAGENS e semelhanças de Deus, o Ser invisível não crido por muitos - só crido por muitos se fosse visto por muitos, "infelizmente". Preconiza a Bíblia que, o que o homem (ser humano) semear, isso ceifará, logo, entendamos que, na qualidade de imagens e semelhanças de Deus (Jeová), quando se chega ao ponto de rogar uma praga, proferir ou exercer qualquer tipo de maldade contra o nosso irmão (semelhante), o fazemos contra DEUS. Ensina-nos a Bíblia que, com a nossa língua [se não tivermos domínio] podemos abençoar ou amaldiçoar, porém, a mesma Palavra de Deus (a Bíblia) enfatiza que, "quem confessa e deixa [o pecado, a transgressão etc.], alcança misericórdia". Dito isso, afirmo que, a título de solução para sua Excelência, o Magistrado que, por descontrole, assim creio, proferiu palavra de maldição contra o próximo, DIRIGIR-SE ao Ofendido, PEDIR DESCULPAS E PERDÃO. Ao(s) Advogado(s) deixo meu conselho de irmão: Compreendam o Magistrado, perdoem-no e não o representem. Deus é Maravilhoso para com todos nós. Nossos dias e vida terrena são transitórios.
Graça e Paz a todos.
João Marcos.

Tive câncer!

Neli (Procurador do Município)

Tive câncer há dez anos, dos invasivo.
Só não ganhei um dos três m (mutilação, metástase e morte), porque consegui detectar, quase, no início. (Fiz autoexame!)
E mesmo assim, ainda hoje sofro as agruras do câncer: não posso doar plaquetas (era doadora), sangue e minha veia do braço direito incha, quando está para chover, e tenho muitas dores. Por causa da quimioterapia! Abençoado remédio.
Abençoei,na alta, a todos os médicos, cientistas (até o balconista da farmácia que me vendeu o tamoxifeno!)
Sofri, durante o tratamento, preconceito, no trabalho.Foi triste e ao mesmo tempo bom,porque me deu ânimo. Não tirei nenhum dia de licença!
Câncer.
É uma doença ingrata que traz, de pessoas "sadias" um preconceito exacerbado.
E aqui no Conjur li um julgado do TST em que os julgadores entenderam que câncer não é uma doença sujeita a preconceito...E o doente foi demitido da empresa, três meses após voltar de licença e com 28 anos de casa! Que triste!
Pelo que sua excelência disse, está claro o preconceito.
Mais! Não se sabe como se pega câncer. Mas, certamente, excelência, por praga não o é!
A função de Magistrado, tem muitos bônus. Tem também alguns ônus: saber fundamentar!
Não sei o que os advogados fizeram, mas, se sua excelência foi atacada, poderia representar junto ao Órgão competente.
Lançar praga? Com a devida vênia, não é fundamento para uma decisão.
O advogado tem o dever de defender seus clientes.
É melhor, para a Justiça e para o Estado de Direito, um advogado “que leva praga” do que um dois de paus na defesa do cliente.
Minha solidariedade para os ofendidos.
Câncer tem cura!
O que não tem cura é o preconceito.
Finalmente, o Dr. Richard Smith disse que é melhor morrer de câncer,porque se prepara para a morte, do que por uma morte súbita.

Juiz, não.

Geraldo Camargo (Serventuário)

Ele NÃO é JUIZ. Ele ESTÁ Juiz Eleitoral.

NÃO É JUIZ DE CARREIRA - Essa parte (de não ser Juiz de Carreira) a reportagem não menciona. Omissão intencional???

Manaus - O advogado Bartolomeu Ferreira de Azevedo Júnior será o novo Juiz Substituto do Tribunal Regional Eleitoral.

https://www.portaldoholanda.com.br/…/bartolomeu-ferreira-e-…

https://www.conjur.com.br/…/juiz-audiencia-desejar-advogado…

Serenidade

Carlos Afonso Gonçalves da Silva (Delegado de Polícia Estadual)

Um dos atributos exigidos para a assunção da magistratura, sem dúvida nenhuma, é a serenidade. Caso o juiz se veja atacado, o sistema jurídico tem meios de fazer conter esse ataque e de responsabilizar seus agressores, mais ainda em se tratando de agressões verbais supostamente irrogadas no bojo de um processo. Desejar a morte ou o sofrimento dos representantes das partes, em nada contribui para a solução da lide.

Direito Penal III

Carlos Pinheiro Neto (Estudante de Direito)

Aprendi em Direito Penal III que rogar praga/amaldiçoar alguém não é crime (não configura ameaça), ao menos no Brasil. Estou certo ou equivocado e a indignação dos "amaldiçoados" procede?

Sei não...

Marcos Daniel (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Se ele diz isso, imagine mais o que não dirá de outros casos nos quais julga que os advogados os desagrada. Mas em termo de rogar praga e desejar mal para os outros, o Universo ensina que se cuspir pra cima, cai na cara...

Juiz desequilibrado

José Alberto Juliano (Advogado Assalariado - Civil)

Atenção OAB urgente pedir afastamento deste Magistrado , não reúne as minimas condições para exercer o honroso cargo de Magistrado.

Mas quem são eles, hein?

Paulo Moreira (Advogado Autônomo - Civil)

Dias atrás, em conversa com mais dois colegas, trouxe à baila o fato de muitos juízes nutrirem certo menosprezo e um sentimento de “muita autoridade” em relação a nós, advogados.

Em meio a algumas possíveis justificativas para tanto autoritarismo, uma ganhou destaque: a origem de tais indivíduos. Salvo raras exceções, não é qualquer um que apresenta condições de se abster de uma atividade laborativa e se enveredar pelo caminho dos concursos públicos. Para isso, são necessários dinheiro e, sobretudo, tempo para que se aprenda um jogo altamente balizado por “decorebas” de métodos mnemônicos, “resumões”, “esquematizadões” e até mesmo de funk e pagode

Com efeito, resta notório que os integrantes do Poder Judiciário são pessoas provenientes da classe média-alta; ''filhinhos e filhinhas de papai'' que nunca trabalharam de verdade; cidadãos que provavelmente jamais tomaram uma condução lotada; seres que foram criados por babás e motoristas.

Sendo assim, infere-se que não se pode esperar muito de pessoas que, em sua maioria esmagadora, nunca souberam o que é a realidade da vida.

Auxílio-doença

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Pelo teor da reportagem, e considerando o que foi narrado, o juiz parece estar passando por um desequilíbrio psiquiátrico, necessitando assim ser afastado de suas atividade a benefício dele e da sociedade. Após o tratamento, é o caso de se reavaliar sua capacidade laboral. Discutir as frases em si ditas no momento da manifestação do desequilíbrio emocional, é apenas perda de tempo e recursos.

cheio de pruridos

Octavio Pires (Advogado Autônomo - Civil)

Cheio de pruridos, Sua Excelência diz que "deve julgar conforme a lei". Mas pede que pela lei divina, alguém morra de câncer.Estranho seria Deus- seja qual for o DEus de cada um, acolher esse pedido!! Parece que alguém está colocando alguma substância na água que os brasileiros estão bebendo, e que está induzindo todos a uma sórdida "Imbecilização". De qualquer forma, deveríamos esperar alguma atitude da OAB, ou do CNJ, ou do Judiciário mesmo ou ainda do MP. Mas, porém, entretanto, vamos esperar sentados porque "de pé" vai cansar!!!- Especificamente seria mais uma vez lamentável, -se for o caso- a omissão da OAB

Praga da Advogada Rejane Amarante

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Aquele que com a toga ordenar a injustiça, terá uma mortalha togada.

Praga de Juiz

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Demonstra o pavor dessa gente com o futuro próximo.

Pediu à instância super superior

Ade Vogado (Advogado Autônomo - Tributária)

Bom, ele fez um pedido para a maior instância do universo.
:P

Comentar

Comentários encerrados em 10/11/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.