Consultor Jurídico

Colunas

Academia de Polícia

Buscamos contraditório ou ampla defesa na investigação criminal?

Comentários de leitores

4 comentários

Esses corruptos...

Marco 65 (Industrial)

É uma vergonha o que essa gente está fazendo com nosso País... o medo desses políticos corruptos é tão grande que ficam buscando saídas onde não cabe.
Inquérito policial nasce com a denúncia dirigida ao delegado de polícia. a este, cabe mandar investigar, colher depoimentos, chamar Ministério Público e caso se convença da culpabilidade, enviar ao Judiciário.
E é no Judiciário que vai haver a ampla defesa.
Ou seja: Polícia civil investiga, Ministério Público fiscaliza e Juiz togado julga...
Ao que parece, o Senador em tela desconhece a matéria ou tem algum interesse em mudar a regra do jogo.
Simples assim...

Casa de ignorantes

Silva Cidadão (Outros)

O inquérito policial, por força da súmula vinculante nº 14 do STF, já autoriza, aos advogados, o acesso amplo aos elementos de prova, até então documentados, em respeito aos princípios do CONTRADITÓRIO E DA AMPLA DEFESA, que só serão exercidos após o RECEBIMENTO DA DENÚNCIA. O que se observa, aqui, é a vergonhosa falta de conhecimento externada pelo" senador, autor do PL, e, mais vergonhoso, ainda, é tomarmos conhecimento de QUÃO IGNORANTES SÃO OS DEMAIS PARLAMENTARES, que, legislando em causa própria, simplesmente aprovaram. Oreias.

Respondendo

Ricardo Cubas (Advogado Autônomo - Administrativa)

O que se busca com esse PL é disparar, ainda mais, o ranking do Brasil como o país campeão do mundo com os maiores índices da impunidade.
.
Dar acesso dos inquéritos e investigações aos suspeitos é propiciar todos os meios necessários à destruição de eventuais provas que poderiam ser colhidas, caso não seja aprovado essa estapafúrdia alteração legislativa.

Corruptos

O IDEÓLOGO (Outros)

É, os corruptos querem "matar o inquérito" no nascedouro. Porque sabem que se brincarem, como vêm fazendo, estarão na mão de um Juiz Sérgio Moro, no "xilindró".

Comentar

Comentários encerrados em 21/03/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.