Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Aleitamento materno

TST reduz jornada de servidoras que estiverem amamentando

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Brito Pereira, assinou nesta quinta-feira (8/3) a criação do Programa de Assistência à Mãe Nutriz. Será reduzida de oito para seis horas a carga de trabalho das servidoras do órgão que estiverem em período de amamentação.

A medida é válida até o 18º mês do bebê e, de acordo com Pereira, “visa a promover a integração da mãe com a criança e a oferecer oportunidade e estímulo para o pleno, natural, seguro e feliz desenvolvimento socioafetivo da criança”. O programa entra em vigor assim que o ato for publicado. Com informações da Assessoria de Imprensa do TST.

SEGPES.GDGSET.GP 105

Revista Consultor Jurídico, 9 de março de 2018, 7h53

Comentários de leitores

2 comentários

Meu bolso dói

Porto (Advogado Associado a Escritório)

Todos os dias são criadas normas que beneficiam servidores e, sobretudo as mulheres. Imagine esta regra aplicada em todas as empresas? Como querem que um empregador contrate uma mulher se o tempo de serviço desta mulher será menor? Licença maternidade, tempo para amamentar de 2 horas? Quantas mães conhecemos que amamentam seus filhos, por necessidade, até os 18 meses? E as mães que não amamentam? Socorro, a vida está muito cara por conta destas decisões. Ministros e juízes, tirem a mão do bolso do povo.

Mais uma vês benefícios para alguns!

Augustinho José Muchiutti (Funcionário público)

Sr. Presidente do TST: reduzir a jornada de trabalho das mães em período de amamentação é louvável. Entretanto, medida isolada, que beneficia tão somente as mães do órgão TST, não deveria ser concedida. Se V.Excia. compreende que esta é uma medida importante para as mães e crianças, deveria ter apresentado a sugestão ao legislativo para que todas as mães e crianças do nosso país fossem beneficiadas. Estes "direitos individuais" contribuem apenas para aumentar a insatisfação dos trabalhadores dos demais órgãos de todas as esferas do governo e daqueles da iniciativa privada. Além disso, as mães já tem garantido o direito de se ausentar do trabalho para amamentar seus filhos. Atenciosamente.

Comentários encerrados em 17/03/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.