Consultor Jurídico

Notícias

Código-fonte secreto

Sem divulgar sistema atual, Supremo abre consulta sobre distribuição de processos

Comentários de leitores

5 comentários

Hackers é a solução

Silva Cidadão (Outros)

Se o STF quer impedir a DISTRIBUIÇÃO ESCANDALOSA DE PROCESSOS COM RELATORIA PRÉ DETERMINADA, que é notória, não há necessidade de convocar instituições educacionais para auditar o sistema, principalmente pelos perfis dos profissionais delas exigidos, e até mesmo para não dar preferências e privilégios a algumas delas, tais como IDP e outras que sugam as tetas do tribunal, basta convocar uma COMISSÃO FORMADA POR HACKERS, assim como tem feito algumas instituições financeiras.

Por estas e outras que não há democracia no Brasil

João Bremm (Outros)

Ponto.

Façamos como os u.S.A.!

Angel. (Advogado Autônomo - Internet e Tecnologia)

Já li várias matérias de pessoas com saber técnico dizendo que existem sim questões prejudiciais que influenciam os sistemas de tramitação de processo eletrônico.
Não há dúvida, de que SIM, eles existem, senão, qual a razão de se esconder o código-fonte? É sabido que a volatilidade de tal informação pode ser ajustada a pedido, para esquerda ou para a direita, para cima ou para baixo...
Disso emerge a questão atinente ao fato de que os Americanos até hoje utilizam-se de VOTO IMPRESSO e em países recordistas de taxa de corrupção, tudo é virtual e digital.
Se realmente se quiser conceder o acesso ao código-fonte, duas coisas irão ocorrer: as empresas de softwares poderão implementar seus produtos melhor e em segunda análise, ainda assim, ajustes pelo administrador poderão serem efetuados, de forma que, nenhum programa ou algoritmo será capaz de prejudicar o processo e sim tão somente as diretrizes que são elaboradas por de trás deste processo complexo, e que não aparecem... Por exemplo, julgamentos sem que o voto dos julgadores sejam juntados, como ocorrem em alguns sistemas.
Sem dúvida, o que se nota é que a cada dia, aqueles que detém o controle do processo eletrônico limitam mais e mais o acesso aos utilizadores.
A pergunta é: A quem esse sistema atende?

Distribuição do STF - tendenciosa e parcial (sem novidades)

Thiago Com (Jornalista)

Como explicar que toda matéria que envolve "penduricalhos" e vantagens p/ 'togados' caia sempre na mesa do min Fux (o ministro que mais deve favor aos magistrados, especialmente aos cariocas, já que tem uma pupila que foi escolhida a "dedo" no quinto da OAB no TJRJ)??
Como explicar que os delatores dos partidos ditos de 'direita' PSDB e MDB sempre tem seus HC´s analisados pelo min Gilmar Mendes (conhecido como o libertador-geral do STF)??
Como explicar que os casos que envolvem corrupção/proprina de magistrados do STJ, caia sempre na mesa do min Lewandovisk (o ministro que mais "blinda" e protege magistrados de conduta duvidosa)??

Enfim... o Brasil clama, ou melhor, implora por uma Justiça 'imparcial' mas esse STF faz chacota da nossa cara!!! Até quando?? #ReformaNOSTF #URGENTE

A translúcida manipulação de distribuição.

Guilherme Tavora (Advogado Autônomo - Criminal)

Quem não se recorda, após a morte do Ministro Teori Zavascki, que o Ministro Edson Fachin foi "cordialmente" transferido para a Segunda Turma do STF? E mais, contra todas as probabilidades matemáticas, em especial considerando o acumulo de processos que o falecido ministro já possuía, foi "sorteado" relator dos Processos da Lava Jato.
Isso só prova que não existe livre distribuição no STF. Trata-se de um jogo de cartas marcadas, e outras guardadas nas mangas.

Comentar

Comentários encerrados em 24/05/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.