Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

O cerne do debate deveria ser outro

Paulo Moreira (Advogado Autônomo - Civil)

Restringir o foro por prerrogativa de função apenas abre caminho para procrastinações até que o processo chegue ao STF.

Por que, então, não trabalhar para que seja alterado o modo de ingressar na Corte Suprema?

Seria bom considerar um número mínimo de magistrados dos quadros de carreira do judiciário, tempo para os mandatos, participação popular nas indicações, mais rigor do Senado, o que o indicado pensa sobre aborto, conduções coercitivas, carga tributária e tantos outros temas de interesse do país.

Isso sim seria razoável.

???

Antonio da Silva (Servidor)

Maioria apertada? Como assim? Maioria esmagadora de 7 a 4, como noticiado em http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=377332&caixaBusca=N

Tempos estranhos

Rivadávia Rosa (Advogado Autônomo)

O fato é que nos gloriosos tempos de arreganhos [in] constitucionais, apego a certo principiologia, direito achado na rua e outras pérolas ‘pós jurídicas’, agregado ao ‘invencível’ acúmulo de serviço sobretudo no STF, a saída muito bem esclarecida no artigo é inexoravelmente suprema. E, 'politicamente correta' ...

Grave

Telismar Aparecido da Silva Júnior (Professor)

Bem apontadas as gravíssimas violações, tanto ao princípio do juiz natural quanto à separação das funções do Poder. Constituição, coitada!

Comentar

Comentários encerrados em 19/05/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.