Consultor Jurídico

Entrevistas

Problema de cultura

"Estado que não negocia soluções não tem perspectiva de se tornar sério"

Comentários de leitores

4 comentários

Um sábio disse

João da Silva Sauro (Outros)

No Brasil o judiciário funciona como um hospital cujo funcionamento está totalmente centrado no bem-estar dos seus médicos.

Acordos judiciais e extrajudiciais

O IDEÓLOGO (Outros)

A eficiência é substituída pelos acordos.

banalização da justiça gratuita impede os meios extrajudicia

daniel (Outros - Administrativa)

banalização da justiça gratuita impede os meios extrajudiciais, enquanto a justiça gratuita for banalizada na via judicial não haverá como estimular efetivamente o meio extrajudicial.

O brazil

O IDEÓLOGO (Outros)

Aqui no "Brazil" implantamos a cultura do acordo, da mediação, da negociação.
Vou explicar como funciona.
Uma empresa ou mesmo pessoa física desrespeita o seu direito.
O caso é levado ao Poder Judiciário. Lá você é forçado a fazer um acordo, sendo que as alegações dos Juízes são as mais estapafúrdias possíveis: "O processo vai demorar, o CPC permite muitos recursos, a pauta de audiências está longa, os funcionários, advogados e juízes não almoçaram e eu preciso decidir rápido sobre o acordo, a jurisprudência está contra o meu caso (já prejulgando) e, no final, a lei te garante 100, mas você faz um acordo por 10. Já teve casos que uma amiga não concordou e o Juiz julgou improcedente uma ação em questão do consumidor, apesar da jurisprudência ser favorável.
O acordo aqui no Brazil mais parece sucumbência. É bom para o advogado que embolsa seus honorários, é bom para o Juiz que elimina um processo da pauta, é bom para os funcionários que não precisam cuidar de mais um processo, é bom para o Governo, porque aumenta a estatística, é bom para os Bancos que vão receber recursos em conta corrente ou poupança, e é mau para o cidadão.

Comentar

Comentários encerrados em 14/05/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.