Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Acordo com a PF

Desembargador do TRF-4 homologa delação do ex-ministro Antonio Palocci

O desembargador João Pedro Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, homologou o acordo de delação premiada do ex-ministro Antonio Palocci nesta sexta-feira (22/6). A decisão foi tomada dois dias depois de o Supremo Tribunal Federal ter declarado constitucional trecho da Lei da Organização Criminosa que autoriza a polícia a negociar delações. 

Antonio Palocci firmou acordo de delação premiada com a Polícia Federal homologado pela Justiça nesta sexta-feira (22/6).
Agência Brasil

Segundo informações da coluna da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, o acordo foi assinado com a Polícia Federal em abril, mas por uma disputa entre o Ministério Público e os policias sobre a competência de cada órgão em conduzir delações premiadas estava aguardando homologação.

Condenado por corrupção e lavagem de dinheiro, Palocci está preso preventivamente desde agosto de 2016. Em abril de 2017 o ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, negou um pedido de HC monocraticamente. Houve agravo regimental da defesa para que a 2ª Turma julgasse o caso, mas Fachin decidiu levar o processo diretamente ao Plenário, onde o ex-ministro também teve o pedido indeferido por maioria de votos.

Revista Consultor Jurídico, 22 de junho de 2018, 18h14

Comentários de leitores

1 comentário

Aguardem a Segunda Turma

Servidor estadual (Delegado de Polícia Estadual)

Não tenho bola de cristal, mas acho que se atingir alguém do RJ, do PSDB ou o Lula vai ser anulada.

Comentários encerrados em 30/06/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.