Consultor Jurídico

Portas abertas

CNMP mantém decisão que anula prova oral secreta no Ministério Público de SP

Retornar ao texto

Comentários de leitores

4 comentários

Parabéns!

Neli (Procurador do Município)

Prova secreta? Perguntaria o quê ao candidato?
Com a devida vênia, prova oral não afere conhecimento de ninguém.
Prova oral secreta?
Uma ideia que quem propôs deveria voltar aos bancos acadêmicos e estudar, ainda que "en passant" , o princípio da Legalidade.
No mais, como esse Brasil se tornou cansativo, onde uns são mais iguais do que os outros.

Nulidade - prof. Lênio

Simone Andrea (Procurador do Município)

Remeto à leitura do prof. Lênio sobre esse episódio: a prova oral tinha que ser anulada. Há anos atrás, alertei, aqui no Conjur, para a inconstitucionalidade dessas entrevistas e das "indicações" que concursos exigem. Pelo jeito, as instituições, devido à complacência da classe da Advocacia, não evoluíram em nada desde então.

Entrevista não é prova nem título

Simone Andrea (Procurador do Município)

Entrevista do candidato com a banca não é prova nem título. A Constituição prevê concursos exclusivamente de provas e de títulos. A entrevista fere a impessoalidade, como bem apontado, e tem que ser proibida em qualquer certame. Sua única finalidade é atender ao interesse corporativo da instituição, de fazer uma escolha idiossincrática, dos que agradam mais à banca, os mais convenientes à manutenção das relações de poder e práticas reiteradas da instituição.

Ministério Particular

Cirval Correia de Almeida (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Como confiar num MP que age dessa forma ao admitir novos membros? Ganha muita força o "QI", isto é, o quem indica. Lamentável.

Comentar

Comentários encerrados em 21/06/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.