Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

10 milhões

Sete partidos, dos 35, concentram dois terços dos filiados brasileiros

Por 

Do total de 35 partidos brasileiros, apenas sete concentram dois terços do número de filiados no país e concentram mais de 1 milhão de membros. O Brasil tem 18,8 milhões de eleitores filiados a alguma das legendas registradas no Tribunal Superior Eleitoral.

A sigla com maior número de integrantes é o MDB. Com 2,3 milhões de filiados, tem quase 1 milhão a mais que o segundo, o PT, e mais de 14% do total de filiados.

De acordo com dados da Justiça Eleitoral, MDB, PT, PSDB, PP, PDT, PTB e DEM são, nessa ordem, as siglas que concentram a maior parte dos filiados brasileiros. Os números são da última atualização entregue pelos partidos à Justiça Eleitoral, até 13 de abril deste ano.

O PT tem 1,5 milhão de filiados, enquanto o PSDB, 1,46 milhão. Já o PP conta com 1,44 milhão, o PDT com 1,2 milhão e o PTB, 1,1 milhão. O Democratas tem 1,09 milhão de inscritos.

Nanicos
Do outro extremo, o partido mais enxuto é o PCO, com 3,7 mil filiados, o que representa 0,02% do universo de filiados. Na sequência, PCB, com 14,7 mil; PSTU, com 17,1 mil; Novo, com 19 mil, e Rede, com 23,9 mil filiados.

O artigo 19 de Lei dos Partidos Políticos prevê que as legendas devem encaminhar, anualmente, aos juízes eleitorais de cada localidade a lista atualizada dos filiados na segunda semana dos meses de abril e outubro. Para disputar uma eleição, o candidato deverá estar filiado pelo menos seis meses antes do pleito à legenda pela qual pretende concorrer. Com informações da Assessoria de Imprensa do TSE.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 8 de junho de 2018, 19h58

Comentários de leitores

1 comentário

Data vênia!

Neli (Procurador do Município)

Sempre cri que as r. decisões da Augusta Corte foram perfeitas, sem nenhum senão.
Contudo a r. decisão que entendeu ser a Lei da Cláusula Partidária, há uns tempos, inconstitucional foi totalmente equivocada.
O desperdiço de dinheiro público, por si só, é inconstitucional. Fere de morte princípios fundamentais da Constituição.
Hoje, o Brasil não precisaria estar desperdiçando dinheiro com essa infinidade de partidos.
Se o principal objeto do partido é o eleitor repudia nas urnas, qual seria o fundamento para a existência de tantas ideologias?
"De lege ferenda" deveria extinguir o fundo partidário!
Data vênia.

Comentários encerrados em 16/06/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.