Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Direitos fundamentais

IDDD repudia fala do chefe da Polícia Civil de SP contra audiências de custódia

O Instituto de Defesa do Direito de Defesa repudiou, em nota, a fala do novo delegado-geral da Polícia Civil de São Paulo de que as audiências de custódia são “um freio na ação policial”. A declaração de Paulo Afonso Bicudo foi publicada no sábado (14/7), em entrevista ao portal R7.

Audiências de custódia foram regulamentadas por resolução do CNJ. 

De acordo com o instituto, é “lamentável” que o chefe da corporação mostre pouco apreço por um instrumento indispensável em um Estado Democrático de Direito.

A posição do delegado-geral, segundo o IDDD, leva para dentro da administração estadual “uma visão anacrônica e irresponsável sobre o enfrentamento da violência institucional e do encarceramento abusivo”.

O IDDD considerou ainda que a posição de Bicudo “deriva de um entendimento absolutamente equivocado sobre o funcionamento das audiências”, isso porque a responsabilidade por levar as pessoas detidas até o fórum é da Polícia Militar.

Desta forma, sustenta que assegurar o funcionamento das audiências de custódia não é uma escolha para as polícias de São Paulo, já que foram internalizadas pelo ordenamento jurídico brasileiro e regulamentadas por resolução do Conselho Nacional de Justiça.

“O que se espera do chefe da Polícia Civil do Estado de São Paulo — e de todos os atores do sistema de Justiça — é o total compromisso com um instituto essencial para garantir o acesso à Justiça, o pleno exercício do direito de defesa e o devido processo legal”, diz a entidade. Com informações da Assessoria de Imprensa do IDDD.

Revista Consultor Jurídico, 16 de julho de 2018, 15h42

Comentários de leitores

6 comentários

IDDD

Bellbird (Funcionário público)

O que se espera de um chefe de polícia é defender a sociedade.
O bandido já tem muitos para defendê-lo.

O delegado falou

Bellbird (Funcionário público)

aquilo que a sociedade já vem falando há muito tempo.
Audiência de custódia só serve para soltar preso e aumentar a sensação de impunidade..

Se o Lula tivesse passado por ela, estaria solto.

Repudiamos o IDDD

Servidor estadual (Delegado de Polícia Estadual)

Repudiamos um órgão que trafega por uma única via, a que ignora o sofrimento e a dor das vítimas, reforçando a impunidade através de meios para manter em liberdade pessoas nocivas à sociedade. A prática, diferente de Ronald Dworkin, me mostrou uma mulher cujo filho foi internado por inanição porque o ladrão furtou seu botijão de gás, mas é apenas uma vítima da sociedade, não empregou violência, o botijão pode ser facilmente substituído, etc. Por isso repudiamos o IDDD, até porque o DG tem direito a se expressar. Ou a CF só vale para um lado?

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 24/07/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.