Consultor Jurídico

Colunas

Direito Comparado

É hora de juristas brasileiros se familiarizarem com sistema jurídico alemão

Comentários de leitores

5 comentários

Sejamos criadores criativos em vez de eternos copiadores

Vinicius D (Estudante de Direito)

Não entendo essa tara pelo direito alemão que alguns teorizadores, que gostam de intelectualizar demais o direito, têm. Brasileiro sempre com essa macaquice, sempre "papagaio de pirata", sempre achando que o gringo é melhor... Aqui é o Brasil e é hora de os juristas se debruçarem e familiarizarem com nossas próprias problemáticas , e reconstruírem (no sentido de melhorar, aperfeiçoar) de acordo com as realidades e necessidades de nosso povo. Chega de ficar copiando e babando o ovo dos gringos! Temos que criar por nossas próprias capacidades. Construir a nossa identidade. Ou será que não temos essa capacidade?

Holonomia distópica

Macaco & Papagaio (Outros)

Os juristas não resolvem os problemas dos homens, aí vão querer resolver primeiro os mistérios da indecifrável e misteriosa Teologia?
Isso aqui virou mesmo um hospício...ou um novo presságio para o holocausto.

É hora de juristas estudarem Teologia

Holonomia (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Direito constitucional é importante, mas tal disciplina é dependente da Filosofia do Direito, que faz as vezes, no campo jurídico, da Filosofia primeira, Metafísica ou Teologia, segundo Aristóteles.
O Holocausto, por exemplo, citado no texto, é uma questão que é estudada juridicamente a partir de uma visão superior ao Direito, de cunho teológico, transcendente à normatividade então posta, sendo o próprio nazismo fruto de uma má teologia, da direita radical.
Mesmo a esquerda radical também tem ação teológica, colocando a luta de classes como uma categoria divina, que controla a realidade social.
Se a discussão jurídica não subir um nível, não terá o condão de resolver os reais problemas da sociedade.
A correta aplicação do Direito depende da correta Teologia e de sua aplicação ao mundo da vida.
www.holonomia.com

Te deutcshe

Macaco & Papagaio (Outros)

É fácil falar e fazer "direito" com os bolsos cheios e para uma plateia de plebeus cuja renda percapita eh a 8a maior do planeta.
Min contrata también.

Iludido Advogado autônomo

Iludido (Advogado Autônomo - Civil)

O direito comparado é um nada bilateral. A filosofia aplicada ao direito, da mesma forma espelha um desiderato. A teoria da mesma forma, um resquício do mundo intelectual querendo adotar idéias de transformação no comportamento humano até mesmo em face do direito natural. Enquanto hipótese de incidência, até presta em tese instrumental de arte e jamais de ciência. Que leia o jurista e a transforme em teoria para leitura de fatos. O direito é bom senso. ciência se instrui e arte se aplica. Dado o fato, aplica-se o direito e para tal nem precisaria ser um juiz formado em direito como antigamente era convidado. A transparência,
o bom sendo, o justo, a despreguiça de rolar tela digital, a leitura acurada do texto pedinchado; a imparcialidade,
formam o verdadeiro resultado positivo do direito aplicado à espécie. Não há necessidade de direito comparado de outros costumes para complicar ainda mais o que não estamos dando conta de resolver. Se aplicado nas formações das divergências colegiadas, que são regras públicas, tudo muito mal, porém, na lei de aplicação do fato é até possível ajudar na reparação do texto e não termos um direito importado de outros hábitos.

Comentar

Comentários encerrados em 8/02/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.