Consultor Jurídico

Colunas

Embargos Culturais

Claude Lévi-Strauss e o desencanto com a Justiça e com o Direito

Comentários de leitores

5 comentários

Para ler e guardar

Galdino Filho - Advogacia Galdino e Rebêlo (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Gostaria de ter escrito isto.

Excelente artigo

Da proibição nasce o tráfico. (Professor)

Artigo maravilhoso e necessário, numa época em que audiência de custódia são administrada por juízas que mandaram gente presa por causa de roubo de shampoo, ou que sindicato de advogado também pedem o fim da audiência por darem "direitos à bandidos".

Essa reflexão, sobre a vida de pessoas sendo decidida em 5 minutos por um juiz que segue abstrações como se fossem leis universais da física, é urgente. Aliás, os físicos entendem mais de abstrações do que os juristas, por vejo os juízes falando com mais certeza do que os matemáticos, e o Direito se tornou um justiçamento a serviço do encarceramento em massa de seres humanos em masmorras piores que a da idade média.
As forças legais do Estado tratam o ser humano como se fossem coisas simples como 2+2, e depois a sociedade espera consciência daqueles que se desviaram do caminho da civilidade.

Infelizmente a sensibilidade e a empatia nunca estiveram em voga, e numa sociedade tão complexa quanto a nossa, algo que não pode ser traduzido em um código com artigos objetivos ou em fórmulas, fica relegado aos poucos lugares onde o pensar pouco pragmático ainda é possível.

Mas não sei até quando... a sensação que tenho é que a filosofia está em extinção

Uma breve descrição violenta, abrupta e condizente

Antonio Sérgio Blasquez (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Belíssimo este "Embargo Cultural". Ainda não havia lido sua Coluna. De hoje em diante o farei na esperança de encontrar um outro texto como este, para viver essa catarse novamente. Cumprimentos!!

O Narcisismo Jurídico

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Enquanto os juristas acharem que o Direito é um fim em si mesmo, uma construção cultural "pura", decisões estapafúrdias ocorrerão. O Direito em geral e a Lei em particular existem para regular a vida em sociedade, assim aprendemos na Faculdade. Isso é pouco. Nenhuma sociedade que deixe de colocar como finalidade do Direito e da Lei garantir e preservar os direitos humanos pode ter a pretensão de regular a vida em sociedade. A menos que estejam falando de uma sociedade que admite escravos.

Sociedade

O IDEÓLOGO (Outros)

Cada sociedade com o seu conceito de Justiça. É difícil para o integrante de uma cultura, que se diz dominante, entender.

Comentar

Comentários encerrados em 29/01/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.