Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nova direção

Desembargador Cauduro Padin toma posse como presidente do TRE de São Paulo

O desembargador Carlos Eduardo Cauduro Padin tomou posse nesta segunda-feira (26/2) como presidente do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo. Também foi empossado o desembargador Waldir Sebastião de Nuevo Campos Junior, como vice-presidente e corregedor regional Eleitoral.

Cauduro Padin e Nuevo Campos foram eleitos para dirigir o TRE-SP. TRE-SP

Eles foram eleitos por aclamação em 19 de dezembro, quando também tomaram posse formal nos cargos.

Cauduro Padin presidirá o TRE-SP no biênio 2018-2019. Ele será o responsável por coordenar, no estado, as eleições gerais de 7 de outubro de 2018, nas quais 33 milhões de eleitores escolherão o presidente da República, o governador de São Paulo, dois senadores, 70 deputados federais e 94 estaduais.

A cerimônia foi prestigiada pelos ministros do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes e Dias Toffoli. Também compareceram o ministro do Superior Tribunal de Justiça Moura Ribeiro e o conselheiro do Conselho Nacional de Justiça Arnaldo Hossepian.

Do Judiciário paulista, estiveram na posse, entre outros, o presidente do Tribunal de Justiça, Manoel Pereira Calças; o vice-presidente do TJ-SP, Artur Marques da Silva Filho; o desembargador do TRF-3 e membro do TRE-SP Fábio Prieto; e o procurador-geral de Justiça de SP, Gianpaolo Smanio.

Grandes nomes da advocacia também acompanharam a posse, como Eduardo Muylaert e Luiz de Camargo Aranha Neto. Além deles, a cerimônia contou com nomes da política como o vice-governador de São Paulo, Márcio França; o prefeito de São Paulo, João Doria; Márcio França; e presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, Cauê Macris; e o presidente da Fiesp, Paulo Skaf.

Cauduro Padin
Bacharel em Direito pela Universidade Mackenzie (1973), o desembargador Cauduro Padin exerceu inicialmente a advocacia. Ele ingressou na magistratura estadual em 1982 e integra, desde 2005, o Tribunal de Justiça do Estado. Também é professor titular da cadeira de Direito Comercial na Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo.

Profundo conhecedor da Justiça Eleitoral, fez, em 2017, 30 audiências públicas. Entre 2015 e 2017, visitou os cartórios de 150 zonas eleitorais da capital e do interior, na condição de corregedor regional Eleitoral e vice-presidente do TRE-SP.

De 2000 a 2002, já havia atuado na corte eleitoral como juiz assessor da Presidência. Ocupou a suplência na classe juiz de Direito em 2002 e foi membro efetivo entre 2002 e 2004. O retorno ao TRE como suplente na classe desembargador ocorreu em 2011.

Nuevo Campos
Juiz de Direito desde 1983, Nuevo Campos foi nomeado em 2009 desembargador do Tribunal de Justiça paulista. Antes, foi juiz suplente do TRE-SP entre 2005 e 2007 e efetivo de 2007 a 2009 na classe juiz de Direito. Desde 2014, ocupava a suplência na classe desembargador.

O novo vice-presidente e corregedor é bacharel em Direito pela Universidade Católica de Santos, com especialização em Direito Penal pela Escola Paulista da Magistratura. Com informações da Assessoria de Imprensa do TRE-SP.

Revista Consultor Jurídico, 26 de fevereiro de 2018, 12h11

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 06/03/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.