Consultor Jurídico

Colunas

Segunda Leitura

História do Judiciário brasileiro precisa ser mais conhecida

Comentários de leitores

4 comentários

É que....

preocupante (Delegado de Polícia Estadual)

A questão é que o povo está mais interessado no conhecimento da história presente do judiciário, a qual é de interminável espera pelo julgamento de uma causa, de decisões quase sempre contrariando dispositivos da Constituição Federal e das leis, o que tem promovido lamentável insegurança jurídica, etc., etc.

Direito e história

Voluntária (Administrador)

"Um povo sem memória é um povo sem história. E um povo sem história está fadado a cometer, no presente e no futuro, os mesmos erros do passado"disse a historiadora e professora Emília Viotti da Costa. É preciso resgatar a memória forense, incluindo a participação dos grandes advogados e da formação do Ministério Público.

Verdade. É preciso conhecer a história do pj

Luciano.Oliveira (Advogado Sócio de Escritório - Tributária)

Sim, é preciso conhecer a história do PJ.
Aí vai uma boa dica, em artigo publicado hoje (26/02/2018):
http://www.valor.com.br/politica/5345877/casta-de-toga

Conhecer o passado, entender o presente, melhorar o futuro

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Congratulações, Dr. Vladimir, pelo artigo importante e pelas preciosas referências bibliográficas. É importante conhecer o passado para entender o presente e planejar melhorias para o futuro. Costumo estudar História do Brasil com enfoque na Justiça e assuntos correlatos. Uma de minhas fontes mais frequentes são jornais da época assim como publicações de Diário Oficial. Tenho a impressão de que "involuímos" em muitos aspectos. Um deles, o senhor bem frisou, a conciliação, que era obrigatória sob égide da Constituição de 1824, a ponto de inadmitir qualquer propositura de ação sem prévia tentativa comprovada de conciliação. Outro ponto, que me é muito caro, diz respeito ao Júri Popular para TODAS as causas, fossem cíveis ou criminais. Isso acabou com a República e, sem dúvida, afastou o povo dos assuntos mais importantes para a sociedade e, também, afastou o controle social das decisões judiciais. A principal tensão entre o Direito Positivo e a decisão justa (summum jus, summa injuria) é perfeitamente resolvida pelo Júri Popular, sua soberania, consequência do art. 1º da CF. Doutor Vladimir, já que essa matéria lhe encanta, acrescente também obras literárias ao longo dos séculos que retrataram ou mesmo ironizaram o Judiciário brasileiro. Li algumas crônicas de Machado de Assis simplesmente "matadoras".

Comentar

Comentários encerrados em 5/03/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.