Consultor Jurídico

Artigos

Opinião

O problema não está na proatividade dos tribunais de contas

Comentários de leitores

5 comentários

Ótmo texto

.Vinicius. (Funcionário público)

Ótimo texto, parabéns ao articulista. Os Tribunais de Contas são compostos na sua base por servidores públicos concursados competentes e técnicos. O problema a ser aperfeiçoado é a forma de nomeação política da cúpula (conselheiros e ministros).

Excelente contraponto

Thaisse Craveiro (Contabilista)

Texto muito elucidativo!
Sabemos que muitas das críticas que são tecidas aos TCs não são infundadas, contudo, algumas delas acabam ganhando espaço por mero desconhecimento, pelo fato de o funcionamento dos Tribunais de Contas ainda figurar ali numa zona meio cinzenta para a maioria das pessoas.
Leituras dessa natureza, um material técnico e fundamentado, ajuda-nos a compreender e raciocinar acerca do desenho da instituição, o que lhes carece, o que merece ser amadurecido, o que precisa mudar e o que, simplesmente, pode não fazer assim tanto sentido.
Todas as instituições devem atuar dentro dos limites estabelecidos, isso é obvio, e existem institutos apropriados para apurar e punir desvios e transgressões.
Parabéns pelo contraponto. É isso que eleva o nível do debate e nos tira da armadilha de, tão somente, "apontar o dedo" para a instituição, como se ela não fosse, também, uma vítima de quem faz eventual uso desvirtuado dela.

Parabéns pelo texto!

Eliezer Jr. (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Excelente análise. Os Tribunais de Contas devem ser aprimorados para desenvolver, cada vez mais e melhor, seu mister de combater a corrupção e o desperdício de dinheiro público.

Parabéns pelo texto!

Eliezer Jr. (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Excelente análise. Todas as instituições merecem reparos, inclusive os Tribunais de Contas. Mas isto não significa que os Mesmos devem ser extintos: ao contrário, suas atribuições devem ser aprimoradas para o desenvolvimento de seu mister maior: o combate à corrupção e ao desperdício do dinheiro público.

Muito bom!

Maria do Carmo Gontijo (Advogado Autárquico)

Relevantes reflexões sobre o papel dos Tribunais de Contas. A proatividade desses Tribunais não pode ser negligenciada, sob pena de não se justificar suas existências.

Comentar

Comentários encerrados em 24/02/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.