Consultor Jurídico

Notícias

Abuso nas cobranças

Ex-empregado chamado de "nordestino cabeça chata" será indenizado

Comentários de leitores

3 comentários

No Brasil

Ian Manau (Outros)

Se os xingamentos fossem proferidos por um desembargador contra um advogado, em Tribunal, seria "desabafo". Ponto.

Discriminação

O IDEÓLOGO (Outros)

Ninguém gosta de nordestino. Também, de negro, cigano, homossexual, idoso, prostituta, transsexual, portador de necessidade especial, índio, presidiário, "nerds" favelados.
Enfim, se você é diferente, será reprimido.

10 mil? Serve para nada

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

10 mil? 10 mil é ninharia de indenização. É aquele valor "esmola" que não conforta a vítima e muiiiiiiiiiito menos serve como função didática e coercitiva contra os empregadores. Logo, a Decisão do TRT-21, não serviu para nada. Decisão inútil.
.
Como dá preguiça ver condenações "esmolas" como esta.
.
É bem capaz, aparecer um sem noção aqui e dizer que 20 mil geraria enriquecimento ilícito.
.
E se um juiz for chamado de cearense cabeça chata. Quanto será que ele receberia por danos morais? Garanto que não seria a miséria dos 10 mil.
.
O Judiciário sabe muito bem colocar em prática a famosa frase: pimenta nos olhos dos outros é refresco.

Comentar

É necessário se identificar fazendo login no site para poder comentar.
Não tem conta na ConJur? Clique aqui e cadastre-se!