Consultor Jurídico

Palavras apenas

Réu é absolvido por Sergio Moro porque delação não foi provada pelo MPF

Retornar ao texto

Comentários de leitores

9 comentários

Fãs de quem?

Afonso de Souza (Outros)

Aos que dizem que não havia provas para (foram 4 juízes em votação unânime!) condenar Lula, sugiro a leitura da entrevista publicada no Estadão com o especialista em Teoria do Direito José Eduardo Faria, que, entre outras coisas, diz: “Há uma mudança no conceito de prova, de processo e de delito”.

No mínimo um "juiz" controverso

JCCM (Outros)

Não adianta um fã dizer que haviam provas porque moradores diziam que o triplex era do lula, ou da informação de que estaria reservado para ele, ou que o ex-presidente visitou o imóvel. Esses fatos apenas provam que havia uma negociação, algum interesse no imóvel, porém, aquisição de imóvel se dá com a transcrição registrada no cartório de imóveis. Havia a declaração de imposto de renda sobre o pagamento de uma cota, então, devidamente declarado o patrimônio até então. Se o negócio não se firmou, como alegou o então inquirido, por sua desistência, onde está o crime? Ah, mas, o sua excelência esclareceu que o dinheiro ofertado se deveu a um ato indeterminado! Bem, aí abrimos um espaço ilimitado para divagar, criar fantasmas e arbitrariamente condenar. Dá medo os aplausos para uma sandice dessas.

Agora, para um relés funcionário, o magnânimo herói nacional demonstrou ter em seu intimo um resquício daquilo que se espera de um juiz, equilíbrio e ponderação, onde apenas ilações dos membros do Ministério Público e delações falaciosas já não são assim tão contundentes.

A insegurança navega em nossa "justiça".

Impressionante...

Marcelo Augusto Pedromônico (Advogado Associado a Escritório - Empresarial)

É de impressionar como tem gente que explica direitinho um processo, sem nunca ter tido acesso aos autos.

Ao ju2 (Funcionário público)

Afonso de Souza (Outros)

Acho que o "herói dos coxas" deveria ser o herói de todos os brasileiros que querem ver julgados, condenados e presos os corruptos, seja de que partido forem, não?

... esse pessoal do ministério ...

Luiz Eduardo Osse (Outros)

... público não responde por denunciação caluniosa (art 339 do cp)?

Mesmo caso do sítio.

J. Henrique (Funcionário público)

Marcelino Carvalho,
É o mesmo caso do sítio. Fotos e bens pessoais (roupas etc.) do casal, mas não dos donos no papel, pedalinhos com nome de netos do Lula etc. Se isso não é prova...

o ju2..

João Ricardo 1 (Outros)

...não para de passar vergonha...rsrs

No caso do LULA a situação é diferente

Marcelino Carvalho (Advogado Sócio de Escritório - Tributária)

No caso da ação penal contra o ex-presidente Lula o que os delatores afirmaram ter ocorrido encontraram eco em várias outras provas coligidas. Os proprietários dos apartamentos no edifício, os empregados, etc., ouvidos, todos confirmaram que era amplamente sabido que o Triplex era do ex-presidente. As mensagens e e-mails trocados por empregados e dirigentes da OAS também falavam abertamente que o Triplex era do ex-presidente. A própria perícia da PF demonstrou que um dos documentos haviam sido rasurados para esconder que a unidade do ex-presidente era o Triplex. Todas as visitas que o ex-presidente ou sua familia fizeram ao prédio foi para visitar o Triplex. Todos os documentos de comercialização de apartamentos do prédio apreendidos pela PF colocavam todos os apartamentos à venda, com uma única exceção em todos eles: o Triplex (que nunca foi vendido). Os documentos do projeto de customização luxuosa do Triplex, etc.... Enfim, a condenação não tomou por base apenas as delações, mas o conjunto de várias outros elementos que as confirmavam acima de qualquer dúvida razoável.

Ué, as delações contra Lula foram?

ju2 (Funcionário público)

SENSACIONAL a coerência do herói dos coxas!

Comentar

Comentários encerrados em 14/02/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.