Consultor Jurídico

Colunas

Segunda Leitura

Reflexões sobre a novelesca nomeação
da ministra do Trabalho

Comentários de leitores

8 comentários

Piada Pronta

DJU (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Os jornais noticiaram que para obter a liminar o grupo de advogados trabalhistas ingressou com sete ações em juízos federais diversos. Caso típico de deslealdade processual. Mas a liminar foi deferida para proteger a moralidade pública. Os fins justificam os meios?

Ratificando...

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

Onde constou IstoeÉ, leia-se Revista Forum: https://www.revistaforum.com.br/2018/02/04/desembargador-do-tj-sp-e-proprietario-de-60-imoveis-e-recebe-auxilio-moradia/

Muita Vaidade!

Vander (Outros)

É triste o momento em que vivemos, vaidades de todos os lados, mas moral que é bom mesmo, de nenhum lado, guardadas as devidas proporções!

Coesão factual

Antonio Sérgio Blasquez (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

As coisas da República sendo tratadas por pessoas vis e banais, de forma vil e banal. Tudo como dantes no Quartel de Abrantes. Coeso.

Todos nus.

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

"Enquanto se aguarda o exame da matéria pelo Plenário do STF, Cristiane Brasil gravou um vídeo em um passeio de lancha, acompanhada de quatro homens sem camisa.".
Quanta falta de pudor!
O OESP fez matéria sobre o Auxilio-Moradia, e acrescentou que no TJSP há auxilio-biblioteca, auxílio-notebook, estes dois anuais.
A IstoÉ referiu que há juízes com mais de 60 imóveis em seu nome... Em São Paulo.
O bom de tudo isso é que o "atrito" entre Poderes promove a mútua fiscalização.
Nem políticos são tão diabólicos, nem o Judiciário é um convento de adeptos do voto de pobreza.

O que é Estado de Direito ?

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Se o Estado de Direito é aquele no qual todos submetem-se ao império da Lei, há de considerar que existem milhares (talvez milhões) de leis no Brasil em vigor atualmente, sendo a Lei Maior, a Magna Carta, a Constituição Federal a que prevalece sobre todas as outras. Se a nossa Constituição abriga inúmeros princípios "genéricos" que precisam ser "concretizados" em cada caso conforme a matéria de fato e todo o arcabouço jurídico, claro está que o Constituinte, no nosso caso brasileiro foram os parlamentares, deixou ao Poder Judiciário a solução de controvérsias desse matiz. É da índole da Constituição de 1988 que tanto direitos quanto poderes ou prerrogativas não são absolutos. Tal ocorre na família, quanto às escolhas de pais e mães para seus filhos, tal ocorre nas empresas, nas escolhas dos empregadores em relação a seus empregados e, seguramente, nenhum Presidente da República tem o direito de escolher "quem ele quiser" para ocupar um Ministério. Ademais, o desenrolar da situação só confirmou que a referida senhora não tem condições pessoais e objetivas de assumir o cargo de Ministra do Trabalho num momento tão delicado da situação econômica e política do país, com milhões de cidadãos desempregados. Questionamentos fazem parte da democracia, quando esses questionamentos tornam-se processos judiciais, o que deve ser feito é constituir um Advogado e praticar todos os atos processuais a que estiver obrigado. Se,em todo o Brasil,os magistrados,após provocação legítima das partes interessadas, concederem liminares ou mesmo sentenciarem no sentido de obstar indicações de Secretários Estaduais e Municipais, teremos a certeza de que vivemos num Estado de Direito, e, sobretudo, Democrático. Já não era sem tempo. Veio em boa hora essa intervenção judicial.

Cada macaco no seu galho

Rivadávia Rosa (Advogado Autônomo)

Lembra BISMARCK [OTTO LEOPOLD EDVARD VON BISMARCK-SCHÖNHAUSEN – 1815-1898] nobre, diplomata e político prussiano, Chanceler de Ferro que unificou a Alemanha no século XIX): Os cidadãos não poderiam dormir tranqüilos se soubessem como são feitas as salsichas e as leis.
Em nossos gloriosos tempos ‘além das leis’ temos também os acordos e conluios necessários para a ‘governabilidade’.
Porém, diante da tripartição dos Poderes – é imperativo, justamente para a governabilidade que ‘cada macaco fique no seu galho’, todos atentos aos bons conselhos de BALTAZAR GRACIÁN, punindo-se os eventuais abusos do foro e dos governantes pelas leis e pelo VOTO.

Falta tudo

Voluntária (Administrador)

O caso da nomeada Ministra do Trabalho só pode ser tratado mesmo como marchinha de Carnaval. Uma sucessão de erros que começam com a nomeação e que deveriam terminar com a revogação. Desgaste geral que não serve para nada a não ser servir de conselho aos governantes de que levantem o passado das pessoas que escolherem.

Comentar

Comentários encerrados em 12/02/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.