Consultor Jurídico

Experiência chilena

"Previdência deve alcançar quem não pode poupar, e incentivar quem tem condições"

Retornar ao texto

Comentários de leitores

6 comentários

Boa entrevista

MarcolinoADV (Advogado Assalariado)

Boa entrevista. Faltou apenas um detalhe: Chile tem uma das maiores taxas de suicídio entre idosos, justamente porque as pessoas chegam à velhice sem dinheiro algum e recebem muito pouco de aposentadoria. Quem já foi ao Chile ou conversou com chilenos sabe da situação.

Querem saber o desastre que é a previdência chilena? Acessem qualquer plataforma de investimento e considerem um salário médio de R$ 3.000,00 (mais que á média salarial brasileira) e apliquem 10% sobre 35 ou 40 anos. Depois considerem a expectativa de vida e vejam quanto será sua aposentadoria.

A quem interessa este tipo de previdência? Às instituições administradoras, tão somente.

É preciso rever altas aposentadorias do setor público, inclusive de militares.

Respeito e Dignidade

Dr. Marco Seixas (Advogado Autônomo - Civil)

É preciso ter bom senso e acima de tudo respeito e dignidade com os trabalhadores brasileiros.

Esse Sr. Paulo Guedes não está fundando um país ou um sistema previdenciário do zero. É preciso respeitar o que já existe.

O que precisa ser corrigido são as altas aposentadorias do judiciário e outras carreiras.

No geral, o Brasil é um país de milhões de pobres. Não há como "investir" se a maioria não consegue nem pagar aluguel...

Socialização de poupança privada

Márcio R. de Paula (Estudante de Direito - Previdenciária)

Gostaria de lembrar a todos os leitores que, nosso sistema previdenciário já foi fundo de pensão privado, primeiro por empresas depois por categorias de trabalhadores, onde o empregado contribuía com percentual igual ao do empresário. Essa contribuição era investida principalmente em títulos públicos. Ocorre que, com a unificação dos referidos institutos tudo passou a ser administrado pela união com o fundamento de que o que arrecada paga os benefícios. Eu pergunto: onde foi parar os capitais desses institutos até a promulgação da lei 8213/91. Simplesmente foi confiscado pela união.

náo poupou porque náo quis... náo se pode confundir

analucia (Bacharel - Família)

não poupou porque não quis... não se pode confundir previdência, com assistência social. O regime ideal é o de capitalização, cada um recebe conforme contribui, sem benesses, como média dos últimos salários.

Ministro paulo guedes

O IDEÓLOGO (Cartorário)

Paulo Roberto Nunes Guedes (Rio de Janeiro, 24 de agosto de 1949) é um economista brasileiro.
Mestre e doutor pela Universidade de Chicago, foi professor da PUC-Rio e da FGV. É um dos fundadores do Banco Pactual e de vários fundos de investimentos e empresas. Foi um dos fundadores do Ibmec, criado para ser um instituto de pesquisas sobre o mercado financeiro. Foi também um dos fundadores do think tank conservador Instituto Millenium.
Guedes foi anunciado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro como o futuro titular do Ministério da Economia, a ser criado mediante a fusão dos ministérios da Fazenda, do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão e da Indústria, Comércio Exterior e Serviços".

Enfim....

amigo de Voltaire (Advogado Autônomo - Civil)

Enfim, o que é bom para o Chile nao o é necessariamente para o Brasil. O Chile enfrenta um problema muito menor, até porque é uma economia menor e tem uma populacao menor. Nao tem milagre, é preciso garantir a contribuicao do participante seja no modelo publico ou privado. Nao tem omelete sem ovos, a instabildade financeira tem que ser levada em conta, afinal , fora os funcionarios publicos , ninguém consegue permanecer hoje 30 anos na mesma funcao com os mesmos rendimentos.

Comentar

Comentários encerrados em 24/12/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.