Consultor Jurídico

Artigos

Opinião

É hora de afirmar compromissos com os Direitos Humanos

Comentários de leitores

5 comentários

A maravilhosa ONU

Thiago Bandeira (Funcionário público)

acaba de negar a emissão de uma resolução condenando o Hamas.
Contra Israel tem uma pancada.
Lindo não? Maravilha de instituição.

Os 70 anos da DUDH X 24 de escrvidão moderna da OAB

VASCO VASCONCELOS -ANALISTA,ESCRITOR E JURISTA (Administrador)

por Vasco Vasconcelos, escritor, jurista e abolicionista
contemporâneo. Recomendo a leitura do Artigo: OS 70 ANOS DA DECLARAÇÃO UNIVRSAL DOS DIREITOS HUMANOS X 24 DA ESCRAVIDÃO MODERNA DA OAB.
DIÁRIO DA MANHÃ DE GOIÂNIA EDIÇÃO DE 07.12.2018
Ensina-nos a Organização das Nações Unidas (ONU), que "os direitos humanos são direitos inerentes a todos os seres humanos, independentemente de raça, sexo, nacionalidade, etnia, idioma, religião ou qualquer outra condição". “Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade” (...) Ocorre que decorridos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos – DUDH, composta por 30 (trinta) artigos dispondo sobre os direitos humanos, civis, econômicos, sociais e culturais, artigos esses que estão sendo reproduzidos em diversos painéis instalados nas fachadas dos edifícios da Esplanada dos Ministérios aqui em Brasília, Capital na República Federativa do Brasil, para reflexão da sociedade; os quais vem sendo vergonhosamente desrespeitados, pasme, pela Ordem dos Advogados do Brasil – OAB.

O Artigo vestibular da DUDH, diz que todas as pessoas nascem livres e iguais em dignidade e direitos, sendo que grande parte desses direitos é desrespeitado em todo o mundo, inclusive aqui no Brasil, país dos desempregados e dos aproveitadores, que lucram com a escravidão moderna, a exemplo da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, que tem por preceito legal de "defender a Constituição, (..) os direitos humanos, (..) é a primeira a desrespeitar a DUDH, o direito ao primado do trabalho e a dignidade da pessoa humana, e o princípio da igualdade.

http://impresso.dm.com.br/edicao/20181206/pagina/30

Um artigo necessário

isabel (Advogado Assalariado)

Parece que a maior falha dos militantes de Direitos Humanos é não conseguir explicar no que consistem os DH e sua importância não só como conquista civilizatória, mas especialmente, como condição da civilização.
De forma que este texto tão bem escrito, vem no sentido deste necessário esclarecimento.
Ainda que não seja acessível para largas parcelas da população, nas diversas classes sociais, porque não só as classes populares carecem de informação e cultura mas também a classe privilegiada que padece de alienação estrutural devido à sua imensa distância e indiferença às demais classes, pode se prestar a esclarecer alguns.
Tomaria a liberdade de sugerir aos autores que se valendo de sua autoridade de experts no assunto, produzissem outros textos, mais didáticos e com a contextualização histórica quanto ao surgimento do conceito, para bem demonstrar a importância até para a perpetuação da espécie , da existência e fortalecimento dos DH.
Parabéns pelo trabalho e que colham um grande sucesso de sua atuação

cenário internacioal

Servidor estadual (Delegado de Polícia Estadual)

Sempre se fala no cenário internacional, mas alguém deixa de negociar com a China? Sim a China aquela que fuzila, e não tem direitos sociais ou trabalhistas. Como já se comentou a única preocupação é com quem faz o mal, deve ter um motivo, ainda não descobri. Tenho parentes que já forma a Defensoria varias vezes e pegam senhas e acabam não atendidos, já tais vítimas aguardam no presídio a visita em "casa" Se houvesse de tais organismos a mesma preocupação Bolsonaro não teria se elegido, digo mais, se aplicassem aos seus clientes os direitos humanos na forma horizontal alguns nunca sairiam da cadeia

Direitos humanos ou direito de alguns manos?

GUSTAVO MP (Outro)

O grande problema dos que propagam o aclamado direitos humanos é a sua envergadura em apontar tal diferenciação entre uns e outros humanos, como se você for branco, hétero e mora em bairro você é excluído desse grupo de humanos que os defensores dessa sigla aclamam, e agem com a mesma discriminação e preconceito que se apontam! A cegueira é tanta que para "ser humano" basta apenas você existir, e você pelo simples fato de existir é um legítimo possuidor dos direitos humano, e não essa chacota baderneira que se propaga que o DH pertence as minorias, a certo tipo de classe, cor, credo.............

Comentar

Comentários encerrados em 15/12/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.